236 milhões de euros = + 12,8%

Orçamento da Cultura para este ano teve um acréscimo de 12,8% em relação ao ano anterior embora só represente 0,4% das despesas da administração central (0,3% em 2009). Mesmo sendo sempre o parente pobre, não me queixarei e acredito que os 236 milhões de euros poderão ser suficientes se bem aplicados. Mais controle, menos subsídios rídiculos, menos tachos e mais visão cultural. Veremos… Para já, a notícia da Cinemateca portuense é um bom pronúncio.

Comentários

Comentar
  1. João Veiga

    vamos lá ver… :P estas coisas do orçamento são sempre meio aleatórias no fim