A Nossa Necessidade de Poemas é Impossível de Satisfazer

a luz evanescente traz consigo um apelo
que estende o seu murmúrio reverberando
onde ecoam os passos da solidão

há encerrada em si a memória
da linha do horizonte recortada a laivos de fogo
precedida pelo mar

eu ainda estou naquele rochedo
onde as ondas contavam segredos
e imprimiram em mim a sua voz

eu ainda tenho dez quinze vinte anos
e tudo é ainda jogado
no campo das probabilidades

ainda as sombras não se abateram
e a tempestade surgiu no horizonte
ainda a inocência perspectiva o futuro

já a mácula se instalou ainda que indelével
mas a sua presença não foi notada
até à hora das trevas

 

 

originalmente publicado em http://asvozesdoabismo.blogspot.com/2010/02/luz-evanescente-traz-consigo-um-apelo.html

Comentários

Comentar