A sul da fronteira a oeste do sol

Interessante ver abordagens escritas diferentes, que partem da música para chegarem a outras histórias. Já aqui foi referido o blog do Alex Ross, Unquiet Thoughts , que cumpre quase o papel de historiador e antropólogo quando escreve os seus posts musicais. Ontem quando acabava o livro “A sul da fronteira a oeste do sol” do Haruki Murakami, fui procurar a música que se torna central no romance e que era referida desta forma:

“….-É muito bonita, sim, mas não só. Também é uma melodia muito complexa. Uma pessoa dá-se conta disso, ao ouvi-la muitas vezes. Não é qualquer músico que a consegue tocar – disse eu. – Duke Ellington e Billy Strayhorn compuseram-na há uma quantidade de tempo. Em 1957, se não estou em erro.

– “Star Crossed Lovers” – referiu Shimamoto – quer dizer o quê?”

– Quer dizer amantes nascidos sob uma má estrela. Amantes infelizes, desafortunados. É esse o significado em Inglês. Trata-se de uma referência a Romeu e Julieta. Foi escrita por Ellington e Strayhorn para o Shakespeare Festival de Ontário. Na gravação original, o sax alto de Johnny Hodges fazia a parte de Julieta e Paul Gonsalves, no sax tenor, o de Romeu.”

Ouvir

Comentários

Comentar
  1. Pereira

    Li o livro há algum tempo, mas não conhecia a faixa, não tinha tido curiosidade apesar de ter achado o livro bastante razoável ( mas inferior a outros dele =] ) .

  2. ::Andre::

    Pedro, não achas que podia ter sido um tema qualquer mas o facto de ser quase personagem te leva a aprecia-lo de maneira diferente?