Ainda se fala de 2011? Tom Waits

2. Tom Waits – Bad As Me [Epitaph]
Pelo significado emocional que um regresso do Tom Waits representa e sobretudo por este conjunto de canções idiossincráticas e maravilhosas, Bad as Me, é, sem dúvida, um dos discos do ano. Nele encontramos quase todas as suas facetas, desde o romântico ao rabugento de copo de borboun na mão passando pelo metódico ao auto-parodista. Um disco que resume uma carreira excepcional de alguém sempre disposto a percorrer o seu próprio caminho acompanhado das suas verdades, da sua musa, voz gutural e chapéu dos anos quarenta. Adoro!

Comentários

Comentar
  1. Pedro Nunes

    Coisa de mestre (o “Orphans” deu para muitas audições).
    É bom ver-te a escrevinhar sobre discaria.

  2. Tiago Esteves

    Yeahh….Tinha saudades dos teus textos sobre discos, das rapidinhas e afins :D

    Este disco é do camandro…Adoro, Adoro, Adoro o TOM fdx

  3. S.Quartin

    Álbum muito bom! Lembraste-me de voltar a pegar nele, era mesmo isto que me estava a apetecer ouvir. Era tão bom vê-lo…