Amplifest 2013: Don The Tiger

It’s not easy to picture a set of bolero- inspired ballads built over a drum machine stuffed with beatbox samples that puts out rhythms that range all the way from subtle beats to full blown Swans-like industrial marches, but that’s a way of putting what Don The Tiger does in his first record ‘Varadero’. With these sonic experimentations, along with an emotional crooning that makes a hypothetical hispanic version of Tom Waits spring to mind, the Barcelona-based musician Adrián de Alfonso has achieved a challenging yet undeniably interesting sound with this solo project of his; and that’s something we’ll all confirm at Amplifest.

Não é fácil imaginar um conjunto de baladas bolero assentes em ritmos mecânicos, muito menos quando estes vão dos mais subtis beats até violentas paisagens industriais bem à maneira dos primeiros discos dos Swans, mas esta pode ser uma maneira de explicar por palavras o trabalho de Don The Tiger no seu primeiro disco ‘Varadero’. À sua experimentação sónica soma-se o trabalho vocal reminiscente de um Tom Waits em versão hispânica – o que torna a sonoridade do barcelonense Adrián de Alfonso, neste seu projecto a solo, algo peculiar mas inquestionavelmente atractivo que de certeza proporcionará um espectáculo desafiante ao público do Amplifest.

Comentários

Comentar