AMPLIFEST 2014: URFAUST

Artwork by André Coelho


Ever since Geist Ist Teufel came out, more than a decade ago, Dutch duo Urfaust have been taking black metal a step further, employing it as a means to spiritual enlightenment. Every component in Urfaust’s music plays a part in the exorcism: IX’s ice-cold riffing and idiosyncratic vocal output – lying somewhere between a desperate howl and a demented Gregorian monk’s chant – locks together with VRDRBR’s mid-paced, minimalistic and trance-inducing drumming to conjure a black magick experience that reeks of sulphur and nihilism. Only for true clochards, Urfaust’s infamous rites of intoxication will douse Hard Club in inebriating vapours and drive Amplifest into collective madness.

Facebook · Video · AMPLIFEST 2014

Desde a estreia com Geist Ist Teufel, há mais de uma década, que os Urfaust erguem o seu black metal à condição de, mais do que música, um meio para atingir um negro estado de elevação. Cada elemento é uma peça essencial nesse exorcismo: os riffs gélidos saídos da guitarra de IX e as suas vocalizações – algures entre um tortuoso uivo e o canto de um enlouquecido monge Gregoriano – reúnem-se ao hipnótico minimalismo rítmico do baterista VRDRBR para conjurarem uma niilista aura de magia negra envolta em nuvens de enxofre. Em Outubro, o blasfemo ritual de intoxicação dos Urfaust impregnará o Hard Club em inebriantes vapores, levando o Amplifest ao desvario colectivo.

Comentários

Comentar