AMPLIFEST 2014: YOB

Artwork by André Coelho

Poucas bandas conseguem incorporar a lentidão do doom e o groove do sludge no mesmo momento do espaço-tempo, poucas serão as que a isso acrescem com uma amplitude melódica que nos leva do headbang à catarse. Quem melhor o faz são os Yob, que existem na tensão entre o riff monumental e o sacro momento da epifania. Foi assim com os clássicos “Catharsis” e “The Unreal Never Lived”, aos quais cedo acresceriam o épico “The Great Cessation” e um arrepiante “Atma”, disco que serviria de tapete de entrada para o contrato recentemente assinado com a Neurot Records. Cada disco é uma pedra sobre a basilar receita de equilíbrio zen entre peso e melodia únicos, traços icónicos de um Mike Scheidt tão escorreito nas cordas de guitarra quanto nas vocais. Monstruosos ao vivo, o Hard Club sofrerá mais um teste de resistência graças aos norte-americanos, que trarão músicas novas para adoçar o momento.

Site · Facebook · Video

Doom and groove often drift in different directions. That’s not the case with Yob, though. The metal trio from the States score each and every piece with a mesmerizing heaviness drenched with psychadelia, cathartic riffs and epic vocals. Records suchs as “Catharsis” and “The Unreal Never Lived” have now risen into classic status, and the comeback records “The Great Cessation” and “Atma” serve as proof of their undying wits of riffing and psyching out. Hard Club will be put into test once again with the overwhelming sound of a recently signed into Neurot Records Yob. We sure count on having some new epic tunes from Mike Scheidt inc. at Amplifest.

Comentários

Comentar