Amplificasom 2006-2012 por Ângelo Tibério

Desde 26 de Maio de 2008 que tenho este bilhete, entre muitos outros, pregado no armário do meu quarto. Foi o primeiro evento da Amplificasom onde estive presente, o que significa que o primeiro concerto que vi organizado pela promotora foi o dos Growing – embora só tenha apanhado os minutos finais da actuação, por não estar ainda acostumado aos eventos a começar à hora marcada – que nessa noite abriam para os gigantes nipónicos Boris.

Do pouco que vi dos Growing lembro-me ainda menos, pois naquela noite estava de cabeça e coração apontados aos Boris. Tinha conhecido a banda dois anos antes através da colaboração com os Sunn O))) no brilhante álbum Altar e a partir daí explorado com devoção algumas peças da comprida discografia da banda – o que, a juntar aos relatos de concertos viscerais onde os decibéis eram medidos às toneladas, situava as expectativas para este concerto num patamar estratosférico.

Escusado será dizer que foi do outro mundo. Fiquei na primeira fila mesmo em frente à Wata, apaixonei-me, fiquei meio surdo mesmo com os tampões nos ouvidos, invejei-lhes os Orange todos que tinham no palco, fiquei surdo mais um bocado, o Atsuo atirou-se para cima das pessoas, acabaram com a Farewell só para ensurdecer o que faltava e fui para casa embasbacado, à boleia de alguém de quem não me recordo (mas hey, obrigadão de novo).

A partir daí foi voltar sempre que podia aos concertos da Amplificasom, visitar o saudoso blog sempre à espera de mais uma bomba como o foram os Earth, os Nadja, os OM, os Isis e tantos outros, momentos como conversar brevemente com o Scott Kelly depois daquele concerto ou ficar encantado com as histórias do Glenn Jones entre aqueles temas que nos fizeram atravessar o Atlântico dentro de uma salinha no CCStop, viver um dos melhores fins de semana de sempre no primeiro Amplifest e sentir o próximo já tão perto e, acima de tudo, conhecer pessoas incríveis e fazer amigos inestimáveis. Como diriam aqueles espanhóis: “Més que una promotora!”

Foda-se, obrigado. Live long and prosper, Amplificasom.

Comentários

Comentar