Amplificasom 2006-2012 por Lost Underground

Porto, 2006 – a Lost Underground tinha acabado de abrir, ouvimos falar duma nova promotora de concertos (- “Porra, mais uma – era mesmo do que estávamos a precisar.” – pensámos) que traz uns tais Enablers ao Mercedes. Mas a Amplificasom depressa se revelou muito mais do que uma efémera promotora de concertos.

Organizar concertos é chato, dá trabalho, raramente é proveitoso financeiramente, mas se ninguém estiver disposto a sujar as mãos… É exasperante deparar na net a todo o momento com uns iluminados a dizerem: “- Tragam x!”, “- Por que é que não trazem y?!”. É fácil falar, qualquer pessoa o pode fazer, mas deitar mãos à obra é outra história. Esta promotora única tem-nos vindo a dar oportunidade de assistir a coisas que de outro modo dificilmente teríamos visto. Fizeram com que muita gente do sul tenha inveja da oferta do Porto, combatendo a habitual hegemonia lisboeta, fazendo com que um punhado de gente de fora se desloque regularmente ao Porto para assistir aos seus eventos. Fazem as coisas pelo amor à música, não por quaisquer outras razões travessas ligadas ao status ou ao negócio. Dá gosto vê-los nas primeiras filas a curtir os seus próprios concertos.

Mas Amplificasom não é só concertos. Criaram um blog e um site que de uma forma inteligente conseguiram congregar uma legião de pessoas que comungam a mesma (vasta) orientação musical e estética. Fizeram-nos descobrir a Rock-A-Rolla, uma publicação onde se fazem muito boas descobertas. E aventuraram-se nesse monstro chamado Amplifest.

Facilmente podemos afirmar que são a melhor promotora que o Porto já teve, sendo exemplares no seu profissionalismo, organização e dedicação. Para além de todos os elogios possíveis há que dizer que são muito boa gente e que foi um prazer colaborar com a Amplificasom ao longo destes anos. Esperemos que nunca desistam!

Comentários

Comentar