Até sempre, Godspeed!

“Unforgettable! An experience of a lifetime!” disse alguém no fim do concerto de sábado passado na esgotada e multicultural Apolo na sempre belíssima Barcelona. E foi! Foi tão inesquecível que, com receio que as memórias se evaporem, a vontade de partilhar não é muita. Também não há muito que se possa dizer dum concerto destes, o conjunto de emoções emanadas não tem adjectivo. Deixo a setlist que deve ter sido mais ou menos isto: Moya, Albanian, Storm, Gamelan, World Police, Dead Metheny e The Sad Mafioso.
Até sempre, Godspeed!

Comentários

Comentar