Bateristas vs futebolistas

“Um estudo realizado no Reino Unido revelou que tocar bateria é mais desgastante fisicamente do que jogar futebol de alta competição. Segundo a edição britânica do jornal Metro, o baterista dos Blondie, Clem Burke, foi acompanhado ao longo dos últimos oito anos durante os quais se provou que uma sessão de bateria de uma hora e meia aumenta os níveis de batidas cardíacas ao nível de Cristiano Ronaldo num jogo da liga inglesa. A diferença é que, enquanto um futebolista joga, no máximo, três partidas por semana, um baterista profissional toca quase todos os dias.”

Continua aqui: link

Comentários

Comentar
  1. André Forte

    traduzindo: toma lá morangos! o futebol é sobrevalorizado!

  2. ::Andre::

    É mas tem razões para o ser, o povo só gosta e percebe de futebol.
    A questão é: o artigo faz referência ao bateristo dos errrr Blondie. E que tal o dos Converge, Dillinger, etc etc? :P

  3. Pedro Nunes

    Hummmmmm Os Blondie não morreram há mais de 8 anos? Estudo mais fake este. :p

  4. Pedro Nunes

    Meu caro Crestfall. O José Cid não se anda a romper todo numa bateria como deves imaginar. Ele é simplesmente o cérebro de alguma da melhor música feita nas últimas décadas. Este Portugal é demasiado pequeno para músicos tão criativos. Libertem o Cid!!! Até digo mais, MANDEM O CID PARA MARTE!!!