BIG‡BRAVE + Fågelle

BIG‡BRAVE + FÅGELLE
17-05-2022, TERÇA
SALA ESTÚDIO PERPÉTUO, PORTO
PORTAS/ DOORS 20:00
FÅGELLE 21:00 – 21:45
BIG‡BRAVE 22:00
Evento Facebook

Bilhetes (10€ + booking fee) à venda AQUI.


O trio canadiano Big‡Brave é mestre numa arte só sua – na qual a estatuária dos poderosos monólitos de ruído e drone, cinzelados pela força de um incomplacente dueto de guitarras e pela percussão primal, mas calculada e rigorosa, se entrelaça com uma delicada filigrana delineada pela espectral voz de Robin Wattie. A muito aguardada estreia em Portugal dos Big‡Brave terá como mote principal a apresentação do mais recente e muito aclamado álbum Vital, o quarto sob a asa da label de culto Southern Lord – gerida e curada por Greg Anderson, uma das figuras dos incontornáveis Sunn O))). Para além de reflexões sobre a condição humana, Vital mostra ainda os Big‡Brave a abordarem algumas das questões sociais mais prementes nos dias de hoje, tais como as injustiças raciais e de género.
A primeira parte do evento estará nas mãos de Fågelle, projecto a solo que se tem vindo a destacar na efervescente cena experimental do norte da Europa, graças ao seu carácter etéreo, honesto e desconcertante, patente no álbum de estreia Helvetesdagar.
Os concertos terão lugar na Sala Estúdio Perpétuo, no Porto, na noite de 17 de Maio de 2022.

Site · Facebook · Bandcamp · Instagram · Site Fågelle

Canadian trio Big‡Brave are masters of an art which is all their own – a language in which powerful monoliths of noise and drone, chiseled by unrelenting guitars and primal, but calculated and rigorous, percussion, are intertwined with the delicate and spectral voice of Robin Wattie. Big‡Brave’s much awaited debut in Portugal will focus on the presentation of their most recent and much acclaimed album Vital, the fourth under the wing of cult label Southern Lord – which is managed and curated by Greg Anderson, of Sunn O))) fame . Along with their lyrical reflections on the human condition, Vital also shows Big‡Brave tackling some of today’s most pressing social issues, such as racial and gender injustices.
The first part of the event will be in the hands of Fågelle, a solo project that has been standing out in the effervescent experimental scene in Northern Europe, thanks to its ethereal, honest and disconcerting character, patent in its debut album Helvetesdagar.
The concerts will take place at Sala Estúdio Perpétuo, in Porto, on the night of May 17th, 2022.



+ INFO: amp @ amplificasom.com
PRESS: press @ amplificasom.com

WIEGEDOOD + CAVERNANCIA

WIEGEDOOD + CAVERNANCIA
27-05-2022, SEXTA
MUSICBOX, LISBOA
PORTAS/ DOORS 20:00
CAVERNANCIA 21:00
WIEGEDOOD 21:50
Evento Facebook

WIEGEDOOD + CAVERNANCIA
28-05-2022, SÁBADO
HARD CLUB, PORTO
PORTAS/ DOORS 20:00
CAVERNANCIA 21:00
WIEGEDOOD 21:50
Evento Facebook

Bilhetes (15€ + booking fee) à venda AQUI.

Filiados no colectivo Church of Ra, sob a égide do qual partilham membros, filosofias artísticas e visões estéticas com nomes como os AMENRA ou os Oathbreaker, os WIEGEDOOD destacam-se pela artilharia pesada com que se exprimem: um black metal vicioso e atmosférico que, partindo dos fundamentos mais puros do género, os expande e os lapida de desnecessários anacronismos. Depois da aclamada trilogia de álbuns De Doden Hebben Het Goed, os WIEGEDOOD estão de regresso às edições com There’s Always Blood At The End Of The Road – trabalho que mostra os belgas a adicionarem novos tons à sua paleta, tais como o uso de sintetizadores e samples, e que, liricamente, explora os mais vis esconsos da condição e da sociedade humanas. Os WIEGEDOOD regressam ao nosso país, pela primeira vez em nome próprio, para uma data dupla: 27 e 28 de Maio em Lisboa (estreia nesta cidade!) e Porto respectivamente.
A acompanhar os WIEGEDOOD nas datas portuguesas, a nova face do barreirense Pedro Roque CAVERNANCIA onde apresentará “manto”, peça única de 35min, editada via Regulator Records. Recebe-nos o deslumbramento extático de uma descolagem, a antecipação de um transporte, caminho aberto para um infinito; mas é igualmente o movimento inverso que se afirma – o mergulho é interior, e tal como “em ciano”, a abundância de luz rapidamente cega, o corpo cede, e é noite. A viagem é, na verdade, vertical, como um elevador que liga o núcleo terrestre ao espaço sideral e está simultaneamente em todos os níveis intermédios. O manto abre-se em emanações de uma caverna do tamanho do cosmos, os mistérios da ciência entrevistos numa reminiscência efémera.

Site · Facebook · Instagram · Facebook Cavernancia · Bandcamp Cavernancia

Affiliated with the Church of Ra collective, under which they share members, artistic philosophies and aesthetic visions with names like AMENRA or Oathbreaker, WIEGEDOOD stand out among them for the heavy artillery with which they choose to express themselves: a vicious and atmospheric brand of black metal that starts out from the purest foundations of the genre, but expands them and polishes them of unnecessary anachronisms. After the acclaimed trilogy of albums De Doden Hebben Het Goed, WIEGEDOOD are back with There’s Always Blood At The End Of The Road – an album that showcases the Belgian trio adding new dark tones to their palette, such as the use of synthesizers and samples, and which, lyrically, explores the most vile corners of the human condition and society. WIEGEDOOD are now set to return to Portugal for two shows: 27 and 28 of May Lisbon (their debut in this city!) and Porto respectively.





There’s Always Blood At The End Of The Road:
Blabbermouth 9/10
Metal Hammer 4/5
Time for Metal 10/10
Metal Experience 87/100

+ INFO: amp @ amplificasom.com
PRESS: press @ amplificasom.com