Botch – 061502 DVD+CD

Foi há 5 anos que os Botch decidiram dar por terminada a sua carreira, numa altura em que se afirmavam como líderes do qualquer que seja o nome que se atribua ao noisecore que praticavam. O derradeiro concerto, realizado em 6 de Junho de 2002 na terra natal de Seattle, foi gravado para a posteridade, e há muito tempo que se esperava por uma edição em DVD. No entanto, só no final do ano passado é que a HydraHead o deu à luz. Isto depois de também terem reeditado, alguns meses antes, Unifying Themes Redux, o cd com a colecção dos temas “raros”.
A setlist é composta por 14 músicas que se dividem irmãmente pela história dos Botch. Interpretados com imensa energia, intensidade, emotividade e visceralidade. E nem seria necessário este ser o último concerto para isto ser verdade. Há muitos amigos presentes, há elementos de outras bandas, há agradecimentos, há suor, há sentido de humor, há destruição de instrumentos, há uma altura, em Man The Ramparts, em a confusão é tal, que um dos elementos da banda é arrastado para fora do palco como se de um intruso se tratasse!
A qualidade sonora é muito boa, e a imagem é quase tão espasmódica quanto o próprio som. Na montagem esforçaram-se para combinar as constantes mudanças de câmara e de plano, alternando propositadamente entre o granulado e o sujo. Além da faixa áudio do concerto, existe outra com o comentário dos elementos da banda à totalidade do concerto. Eu apenas ouvi algumas partes, mas deu para perceber que passam a maior parte do tempo a gozar consigo próprios sempre num ambiente muito descontraído e divertido.
Como extras temos o vídeo de Saint Matthew Returns To The Womb e outras 5 músicas de um concerto filmado num local que mais parece um escritório. A qualidade áudio e vídeo não é das melhores. A voz quase não se ouve, mas é curioso de ver as diferentes músicas filmadas de diferentes ângulos e a percepção que se tem dos diferentes instrumentos, sendo mais um bom testemunho da energia dos Botch. O invólucro de cartão é bem porreiro e é da autoria do inevitável Aaron Turner.
Falta aqui um documentário [queixo-me sempre do mesmo], mas não é isso que torna este DVD menos imprescindível para qualquer fã.

Comentários

Comentar
  1. ::Andre::

    Empresta ao teu irmão e faz uma cópia para mim :P
    Aliás, podias ter levado sábado :(