Clutch + The Sword + Witchcraft + Taint @London Astoria 08/04/2007

Parece que o Astoria não vai ter muito mais tempo de vida. Sobre a mítica sala Londrina paira a ameaça de demolição, uma vez que existe um plano de reconversão da área em apartamentos e/ou escritórios. Talvez tenhamos presenciado pela primeira e última vez um concerto naquele espaço.
Após a chegada a Londres, deslocamo-nos logo para Tottenham Court Road com o intuito de comprarmos bilhetes. Só foi pena as bilheteiras estarem fechadas… De qualquer maneira, o importante é que estava lá um cartaz a informar que os iriam colocar à venda depois das 17h30. Para minha [agradável] surpresa, o mesmo cartaz anunciava que os Witchcraft também estavam alinhados para tocar nessa noite. E assim lá fomos dar uma voltinha. Por volta das 17h30 regressamos ao Astoria, onde compramos os bilhetes e entramos sem grandes demoras. A sala, toda negra, é muito porreira, mas algo estranha, principalmente a parte do balcão, de onde vimos as duas primeiras bandas. É uma zona muito ampla com uma metade inferior de mesas e zonas de encosto, e uma metade posterior ao estilo de um anfiteatro, com divisórias para o pessoal estar em pé e apoiado.

Os Taint começaram a tocar pouquíssimo tempo depois de termos entrado. O som não estava famoso, tiveram mesmo o pior som da noite e a recepção mais fria. Mas também é certo que ainda estava pouca gente. Acho que tocaram 6 temas, 2 deles novos, pareceram-me mais directos, mas potentes. Gostei.
Os Witchcraft vieram a seguir, enchendo o espaço com seu imaginário 70’s Doom Sabbath. Com um som bem melhor do que Taint, demonstraram uma excelente coesão. Dá para notar que são apaixonados pela sonoridade que praticam e pela época em que ele surgiu. Estou com a ideia de também terem tocado 2 músicas novas, mas só me lembro de uma, tal a monstruosidade Groovy dos Riffs. É que por mais recalcadas que estejam as bases, a força das suas composições arrasa qualquer cepticismo. Muito bom.

Quando os The Sword subiram ao palco, já a sala estava quase cheia e nós em frente ao palco. A actuação destes 4 senhores foi impressionantemente devastadora. A intensidade do Age of Winters foi bem amplificada em palco, com a ajuda de um som pujante [nem tanto nas vozes] do principio ao fim, e uma postura enérgica e descontraída, exceptuando o baterista que me pareceu demasiadamente concentrado e/ou preocupado com possíveis pregos. Um exemplo perfeito de como estes concertos devem ser, Loud & Heavy.

Os Clutch eram os reis da noite, e mal soaram as primeiras notas o povo ficou louco, instalando-se um clima de pura festa. Começaram bem eléctricos com Fallon a comandar as tropas ao som de Mice and gods, You can’t stop progress e Mob goes wild [não necessariamente nesta ordem], e a cerveja começou a voar por todos os lados. Aquela gente conhece as letras todas, e estamos a falar de uma fauna bem variada! Durante o último terço da actuação introduziram o tipo da Harmónica, o vocalista dos Five Horse Johnson, que entrou em palco cheio de energia, preparado para exibir os seus dotes harmónicos. Houve alguns momentos mais seremos, numa toada mais blues, que cortaram um bocado a adrenalina, mas também serviram para repousar.

Poucos terão saído enfadados do Astoria nesta noite, e muitos, como nós, terão saído cansados mas satisfeitos. Corrige-me se assim não tiver sido, mel ;-)

Comentários

Comentar
  1. ::Andre::

    Eu ouvi Sword em directo e pareceu-me muito muito potente oo/
    Clutch não conheço e tenho pena que não tenha sido uma boa noite para os Taint, bom som que eles têm.

    Goodbye Astoria…

  2. Melancolia

    Clutch foi muitisssimo potente e Sword tb… O público estava em delírio alcoólico… Houve chuva de cerveja e de encontrões também! Mágico foi o momento qdo entrei no Astoria… Imaginar os meus tempos de teen, quando Portugal era (será ainda) uma provincá de Espanha e tudo se passava lá (UK, Astoria)… A história do Astoria é incrível!

  3. ::Andre::

    Não acredito muito nessas petições mas vale a intenção. De qualquer maneira, tenham noção que estiveram numa venue histórica. Fica para contar aos netos :P

  4. Crestfall

    E nunca se sabe, pode ser que tenhamos a oportunidade de ver lá mais qualquer coisa :-)

  5. Melancolia

    *sigh* Do you want to move to London? I wish I could…… :C