Copos & discos, Lda

Aquela eterna questão “que discos levarias para uma ilha deserta?” já cansa. Motivado por este tópico do homem que sabia demasiado, pergunto-vos se têm alguma rotina liquida no que toca a alguns discos.

Que disco acompanham com um tinto? E que tinto é esse? O primeiro café matinal também merece algum riff? E a cervejola vai bem com qualquer coisa ou tem mesmo o seu momento? E se for um whisky madrugador?
Doses exageradas poderão até alterar a percepção do mesmo, mas com moderação todos sabemos que copos e discos é igual a uma fusão deliciosa. Partilhem os vossos segredos.

Comentários

Comentar
  1. Hélder Costa

    Ultimamente ando a beber Chaminé muito bom vinho tinto, acompanha bem com boas companhias e boa música :)

    Em concertos, cerveja preta ou licor beirão :P

  2. Neuroticon

    Este post deveria vir acompanhado da "My Wine In Silence" dos My Dying Bride ;)

  3. Pereira

    Madeira Wine ( meio-seco ) a acompanhar o silêncio. Guinness, com tudo o resto.

  4. fabricio vieira

    Para as madrugadas, Black Label com Lester Young. Na hora do almoço, vai cerveja gelada com Peter Brotzmann ou Sonic Youth. Vinho, ao anoitecer: qualquer bom Syrah chileno com o velho Trane.

  5. O Homem Que Sabia Demasiado

    Um bom vinho combina sempre bem com jazz ou post-rock.