Dead Man no DN

Há cerca de um ano atrás escrevi isto:

“Há obras assim, marcantes e intemporais. Há obras sobre as quais não as sabemos descrever aos amigos quanto mais escrever sobre elas e apesar deste ser sobretudo um blog sobre música, a obra a que me refiro é ao filme e à sua banda sonora pois não consigo separar as duas tal é a sua cumplicidade. Mas sim, é o excelente trabalho de Neil Young que quero realçar. Não sou grande fã deste senhor, preguiça talvez, mas respeito-o e reconheço a sua importância. Li por aí que ele compôs estas canções em tempo real enquanto via a projecção do filme. Não sei se é verdade mas isso ainda lhe dá mais mérito. Quando ouço consigo ir onde poucos me conseguem levar, é um desafio tal como o próprio filme, é guitarra eléctrica tocada com o coração. Infelizmente nada é perfeito, o belissímo e dramático tema dos créditos não aparece no álbum. É pena… Para terminar, a banda sonora não é só Neil Young. É também Johnny Depp a recitar poemas de William Blake.”
Hoje, só quero avisar a tripulação que o DN vai oferecer o filme no próximo Domingo bastando apenas comprar o jornal de Sábado e guardar o respectivo cupão.

Comentários

Comentar
  1. Diogo

    Belíssimo filme e banda sonora do outro mundo.
    Deixa de ser preguiçoso e vê o Down by Law, o Coffee and Cigarettes e o Broken Flowers, este último com o bonus de ter os Sleep na banda sonora.

  2. ::Andre::

    Aceito que me emprestes o Down by Law. O Coffee e o Broken tenho-os ;)

  3. amebix

    Obrigado por lembrares,que já me esquecia.Grande filme e grande banda-sonora.

  4. Sobral

    Obrigado pela dica, André. Já tinha lido varias criticas mas nunca tinha tido oportunidade de ver.

  5. mute_suds

    Fui na conversa do André e lá comprei o jornal no sábado e no domingo, só para me aperceber, na segunda-feira, que já tinha o filme em DVD…. :|

  6. ::Andre::

    Fizeste bem, tendo em conta a oportunidade (e o DN não é assim tão mau) há que aproveitar e quem sabe um dia não o oferecemos a alguém especial. Agora, ter o filme e não se lembrar que se tem… :P

  7. mute_suds

    Há uma explicação. Eu tinha o filme em vídeo, na altura dos vídeos. E quando vi a referência à oferta do DN pensei que era uma boa oportunidade para o comprar em DVD. Eu tinha a ideia que já o tinha mas estava convencido que era só em vídeo.

    Os fimes começam a amontoar-se, ainda para mais divididos entre duas casas – começa a ser complicado gerir (acho que uma lista seria uma boa opção)