“Difusas, as silhuetas confluem no breu. As sombras agigantam-se e os passos dos que nelas vagueiam ecoam nos edifícios circundantes, desenhando um ilusório tracejado paralelo às línguas de alcatrão em repouso. Submersa na noite, o charme de uma cidade traz também consigo o temor a inquietude. Musicalmente, poucos retratarão fielmente esse quadro quanto os germânicos Bohren & Der Club of Gore.”

A segunda edição do Amplifest traz a Portugal a principal referência dentro do jazz mais negro. Falámos com Morten Gass, pianista e guitarrista dos Bohren & Der Club of Gore.

O Ponto Alternativo entrevistou os enormes alemães. Vai ser tão mas tão bom. Entrevista aqui, concerto sábado 27 às 21h45 na sala 1 do Hard Club.

Comentário

Comentar
  1. S.Quartin

    Já passaram quase 4 anos desde que os vi no ATP! Como já tive a experiência de estar de pé a observá-los, desta vez vou-me encostar nalgum lado e fechar os olhos. Vai ser mesmo, mesmo bom.