Digging Aurora Borealis

A Aurora Borealis é das únicas editoras que posso dizer que acompanho. Nunca tive grande interesse em ouvir uma banda ou álbum apenas por estar em determinada editora, mas isso alterou-se naturalmente quando comecei a receber a newsletter da AB e a perceber que gostava de (quase) tudo o que iam lançando. Além de seguir as últimas novidades, tenho vindo progressivamente a explorar o resto do catálogo, e, se havia várias bandas que já conhecia, pelo menos de nome, também conheci muita música que de outra forma dificilmente teria ouvido falar. The Stargazer’s Assistant é um dos projectos que conheci enquanto passeava pela simpática loja.

The Stargazer’s Assistant é uma criação de David Smith (Guapo), que, com a ajuda de Daniel O’ Sullivan e Antti Uusimaki, compôs The Other Side Of The Island como parte integrante de uma instalação com diversas esculturas feitas pelo próprio.
Com uma sonoridade que assenta no drone, é outro caso em que a música é tão intrigante como a capa do álbum (uma das esculturas), chegando a ter momentos perturbadores (quando, por exemplo, entra uma voz – muito pouco humana – que parece sair de uma das esculturas). Um álbum melhor apreciado à noite, com auscultadores. Ou no meio da galeria, com estes olhos a fitarem-vos o tempo todo.

Smith has spent the last two years bringing his visions to life; life that emerged slowly, painstakingly, out of wax, coal, copper and lead. In much the same way, the soundtrack itself slowly writhes organically before the listener: the groan of the motherlode, the shifting of tectonic plates, the song of the Earth’s crust.

Para algum contexto e mais informação sobre a inspiração para o álbum e esculturas, é visitar o blog do David. Também podem ver um vídeo onde aparecem as mesmas esculturas da exposição inicial (numa outra instalação colectiva) aqui – a música não é do The Other Side of the Island, tho.
Lançaram outro álbum em 2008, pela Utech Records (outra editora muito interessante, com um back catalogue mais intimidante), mas esse ainda não tive oportunidade de ouvir.

Comentários

Comentar