Ephel Duath HOJE no Porto

Chegou o dia de receber os italianos em Portugal. Eis algum paleio para convencer os indecisos:

– Os Ephel Duath são considerados como uma das bandas mais ambiciosas tal é a fusão de estilos. Death, black, progressivo, free jazz, electrónica, etc etc, está tudo lá.

– Não é por acaso que fazem parte da Earache, casa de bandas como Napalm Death, Godflesh, Morbid Angel e Cult of Luna.

– Alguns portugueses já os viram e a opinião é unânime: ao vivo arrasam.

– Para além de ser a estreia no nosso país é também data única.

– Os bilhetes custam 7€ e não haverá consumo obrigatório.

– Nós também queremos ver o Cristiano Ronaldo ou o Ricardo Carvalho a levantar a taça por isso podem vir depois da bola que vêm muito a tempo. Portas às 22h, primeira banda às 22h30.

– Amanhã é feriado!!!

– Quem quiser comprar bilhete p/ Boris + Growing a 10€ (no dia do concerto custará 12) que se manifeste à entrada, vamos ter alguns para venda.

– Também vamos ter algums Rollas…

– Para terminar, o saxofonista dos Lost Gorbachevs vai ser pai (aqui ficam os nosso parabéns) e a banda acabou por cancelar o concerto. Temos pena, mas o projecto que os vai substituir vai deixar alguns de boca aberta. Eles são os Missing Dog Head (Gustavo Costa dos Gorbachevs + uns austríacos) e, segundo o Óscar da Lost Underground, há muito “jazz fodido” lá para o meio.

Ah, e amanhã é feriado!!! Apareçam!!!

Até logo ;)

Comentários

Comentar
  1. Camilo

    onde fica a Fábrica do som? nunca fui lá. lol.
    mas Boris já tenho o meu bilhete. :D

  2. ::Andre::

    Fábrica de Som fica pertíssimo do antiguinho CC Stop. Pelo centro do Porto o melhor caminho é Batalha, daí à Av. Rodrigues Freitas é um minuto. A Fábrica fica no nr 27.
    Pela VCI é seguir direcção da Estação de Campanhã e depois subir até ao Stop, qualquer pessoa te sabe indicar.

    Até logo? Espero que sim ;)

  3. jorge silva

    muito bom!
    além da qualidade musical dos intervenientes, foi também a primeira vez que vi na fábrica de som o vocalista de um grupo a saltar para cima do público num claro sinal do bom ambiente que se estava a viver.
    ao vivo os ephel duath soaram-me como um cruzamento dos dillinger escape plan do “miss machine” com algo mais jazz – muito bom mesmo!

  4. Pedro Nunes

    Gostei do concerto de Ephel. Apesar de uma toada mais Hardcore em formato trio, não ficou descorada a faceta técnica da banda – um pouco estranho ver um baterista a seguir as pautas.

    De referir as primeiras partes dos concertos do Amplificasom que têm surpreendido e não servem de todo como um ligeiro aperitivo. Já os Josués tiveram momentos muito bem conseguidos e ontem os Missing Dog Head baralharam tudo e todos, e caraças, soube bem aquela jazzada improvisada. Mais um projecto do Gustavo Costa com selo de qualidade. Parabéns e venha o disco.

    André e Jorge mais uma vez de parabéns.

  5. pedro

    Tenho pena não ter ido. Mas como sou de longe tive que fazer opções. Que venha Boris que cá os espero. Até lá. ;)

  6. naSum

    foi porreiro foi. bom ambiente. muito bom concerto. o vocalista vibra mesmo com aquilo. oo/

  7. Koroshiya Ichi

    é a festaaaaaaaaaa que personagem este gaijo

    quem era o gaijo que tinha um tshirt de HEROES e com quem discuti a janela do café que o van der sar é rei? alguem da amplificasom?

  8. Koroshiya Ichi

    é um tipo fixe

    ele que diga se eu nao tive alta previsao a dizer que o van der sar era alto keeper
    segunda vemo-nos la no barco

  9. Crestfall

    ahah Grande Van!! Oh Koroshiya Ichi foste tu que deste inspiração ao homem! Isso do tipo fixe é que já é discutivel.

    O nasum tb deve querer alguma coisa, deve…

    Ainda bem que gostaram, foi uma noite muito porreira :-)