Ephel Duath no Porto: falta uma semana!!!

Ephel Duath (it)
Lost Gorbachevs (pt)
Fábrica de Som (Av. Rodrigues de Freitas, 27 / perto do CC Stop)
21 de Maio (quarta-feira véspera de feriado)
Portas 22h Bandas 22h30 (a gente espera que a final da Champions acabe)
7€ (sem consumo obrigatório)

Formados há 10 anos, os Italianos Ephel Duath são uma das propostas mais experimentais e aliciantes que se podem encontrar no universo do Metal. A motivação inicial, expressa na demo Opera e no 1º álbum Phormula, para transcender as fronteiras do black metal, e a complexidade técnica que incutiam em cada composição, granjeou-lhes um enorme reconhecimento. Reconhecimento que os catapultou para um contrato com a Earache mas que não os impediu de avançar por territórios ainda mais ambiciosos e explorar outras paletes sonoras. E que título mais apropriado do que o escolhido para o 2º álbum, The Painters Palette? Trechos de Jazz fusão, metal, rock, hardcore, funk, electrónica, e inqualificáveis artimanhas sonoras, fundem-se em ritmos complexos e em mutações improváveis que se atravessam numa dinâmica coerente. Em 2005 surge Pain Necessary to Know e a esquizofrenia torna-se demasiado pessoal, intransmissível e inqualificável. O novo Through My Dogs Eyes está para chegar, e é bem provável que na estreia absoluta em território nacional, no próximo dia 21, possamos ser confundidos por novas pinceladas.
+ info em: http://www.myspace.com/ephelduath

Anarco Satanic Jazz. Serve de introdução aos Lost Gorbachevs, colectivo nortenho que parte do Jazz provocando vários cortes profundos e sangrando em descargas de adrenalina ideais para saciar qualquer amante de música experimental e extrema. O improviso e o free-qualquer-coisa são manifestos ancorados na provocação com raízes no Punk e no Grindcore. Os fustigadores de serviço têm no currículo bandas como Stealing Orchestra, Genocide, Mécanosphére, Motornoise, entre outras. A nível sonoro as referências são bandas como os Painkiller ou Ruins, grupos exercitados em quebrar regras e limites, onde o Rock só tem como sinónimo um duro murro no estômago. Os Lost Gorbachevs têm espinha dorsal Jazz (bateria, saxofone, baixo) e cospem temas em homenagem a bandas como Sore Throat ou Napalm Death. O primeiro cd-r editado tem como nome “From Neoliberalism to Totalitarian Capitalism” e será deste disco que se farão ouvir alguns temas que não deixarão ninguém indiferente. Preparem-se!
+info em: http://www.myspace.com/lostgorbachevs

Comentários

Comentar
  1. amebix

    Podem contar comigo,mas não venham é mostrar fotos de gajos semi-nus com corpse painting,claro que abro excepções para quem pagar um copo):)