Emma Ruth Rundle

EMMA RUTH RUNDLE
6-07-2022, QUARTA
CASA DA MÚSICA, PORTO
PORTAS/ DOORS 22:00
INÍCIO/ SHOWTIME 22:30
Evento Facebook

Bilhetes (20€ + booking fee) à venda AQUI. ESGOTADO/ SOLD OUT!

18-01-2022, adiamento: sem surpresas mas com muita tristeza, a tour europeia da Emma Ruth Rundle vai ser adiada devido às restrições relacionadas com a pandemia. A Amplificasom, a Artista, a Casa da Música e a Culturgest estão a trabalhar afincadamente na remarcação das datas portuguesas – os vossos bilhetes serão válidos, p.f. um pouco mais de paciência e não desistam que nós também não🖤

4-02-2022, nova data: devido à situação atual da pandemia se ter agravado na Europa, a tour da Emma passa de fevereiro para julho sendo que a passagem pelo Porto está agora remarcada para 6 de julho de 2022 (em vez de 25 de fevereiro 2022). Os vossos bilhetes são válidos para as novas datas e esse apoio é fundamental, mas se tal não for possível p.f. solicitar devolução, dentro do prazo da lei, directamente com a Casa da Música.

Emma Ruth Rundle sempre se mostrou como uma artista multifacetada, igualmente capaz de se exprimir através de sonhadoras abstracções ambientais (como no seu álbum de estreia Electric Guitar: One), de explorações texturais maximalistas (ouça-se o seu trabalho com os Marriages, Red Sparowes e Nocturnes ou as colaborações com Chelsea Wolfe e Thou), bem como na tradição clássica de cantautora, de guitarra acústica em punho (como no álbum Some Heavy Ocean). Mas em Engine of Hell, o seu novo álbum, Rundle concentra-se num instrumento que deixara para trás pouco depois dos seus vinte anos, logo após ter começado a tocar com bandas: o piano. Em combinação com a sua voz, o piano que reverbera em Engine of Hell cria uma espécie de intimidade, como se estivéssemos sentados ao lado de Emma Ruth Rundle no banco, ou até como se tocássemos, nós mesmos, estas canções que exploram e encapsulam as imperfeições e a vulnerabilidade humanas. O instrumento da infância de Rundle é, então, o veículo perfeito para um álbum que é essencialmente uma colecção de memórias da sua juventude, e que capta um momento artístico em que a compositora, magistralmente, se nega a quaisquer floreados ou adereços, para que cada nota e cada palavra atinjam o ouvinte com o máximo impacto. São canções dolorosas e íntimas, mas a mestria de Emma Ruth Rundle revela-se também na facilidade com que nós, ouvintes, nos conseguimos rever nas suas perdas e na sua mágoa, como se um negro espelho se levantasse diante de nós.
A apresentação do novo álbum terá lugar na Casa da Música, no Porto, dia 6 de julho de 2022.

Site · Facebook · Bandcamp · Instagram

Emma Ruth Rundle’s forthcoming Engine of Hell is stark, intimate, and unflinching. For anyone that’s endured trauma and grief, there’s a beautiful solace in hearing Rundle articulate and humanize that particular type of pain not only with her words, but with her particular mysterious language of melody and timbre. The album captures a moment where a masterful songwriter strips away all flourishes and embellishments in order to make every note and word hit with maximum impact, leaving little to hide behind.In essence, Engine of Hell signifies a major turning point for Rundle as both an artist and as a person.
Tickets (20€ + booking fee) on sale HERE.








+ Info: amp@ amplificasom.com
Press: press@ amplificasom.com

Nota: O concerto de Lisboa (5 de julho) e Leiria (7 de julho) são da responsabilidade da Culturgest e Fade In respectivamente.

Comentários

Comentar