Fennesz + Tim Hecker @ Maison de La Musique, Paris 01/06/2007

1 – Fennesz – Live (33:16)

2 – Tim Hecker – Live (32:38)
Deve ter sido uma noite de sonho…
Não esquecer que o Sr. Hecker tem concertos marcados para o nosso país:
October 8 / Porto, Portugal / artist talk only
October 6 / Coimbra, Portugal
October 5 / Lisbon, Portugal / EME Festival

Comentários

Comentar
  1. Joao

    o fennesz uma desilusao k eu ja vi ao vivo…nada a haver com os escelentes albums…tambem o espaço nao ajudou mas o gig foi fraco pá

  2. ::Andre::

    é um tipo de concerto diferente, muita gente acha uma seca mas se calhar ainda não surgiu o cenário ideal para o músico e o seu laptop (embora o fennesz também use guitarra). não vi nenhum dos dois mas adorava…

  3. Joao

    nao tou a dizer k tenha achado uma seca. a cena foi ele tocou faixas e tocou as mal..na guitarra pelo menos o k estragou um bocado akilo k ele estava a fazer.. e a acustica tb n o ajudou. ele limitou-se a trazer programaçoes de casa tb…

  4. Luis

    Eu já vi fennesz duas vezes. Em geral também acho que não resulta tão bem ao vivo (pelo menos a solo). O concerto no Porto há uns anos apesar de excelente em termos de som, não surtiu grande entusiasmo. O outro que vi em Londres foi bastante infeliz em termos de som e performance.

  5. João

    eu vi no s. jorge nem a acustica da sala ajudou o pobre christian. mas é um bom musico em album não haja duvida. e ha performances dele boas ao vivo. checkem os erstlive e o live in tokyo

  6. Luis

    Sim, o live em tokyo é muito bom. Quanto aos ertlives, é como estava a dizer, são prova que ele funciona melhor ao vivo dentro de grupos. O disco de 4g (fennesz, ambarchi, rowe, nakamura) também é um bom exemplo. Ou os discos e MIMEO (se bem que ai já fique apagado).

    Claro que nem todos os discos colaborativos são bons….

  7. Luis

    E sobre os erstlives, e para quem sabe do que se está a falar, re-descobri o erstlive 003 (schnee_live) e posso afirmar sem dúvidas que é um grande disco. O melhor da série e um dos mais importantes discos dos últimos anos no mundo da improvisaçao, laptop, canção, etc (quem conhece schnee percebe porque figura canção / pop e improvisação na mesma frase)

  8. João

    adoro o como o yoshihide , keith rowe , fennesz e a sachiko m axo k a formação é esta.tambem ha uns bons dos gunter muller etc.. o 4g e genial. btw alguem tem o novo lp do oren ambarchi já?

  9. Luis

    Eu tenho. mas ainda não o ouvi. é outro dos vinis que ainda está por abrir. A razão principal é mesmo ter o braço do gira-discos estragado. Mas quando tiver oportunidade de ouvir reporto.

  10. Luis

    Estamos a falar do Lost Like a Star, certo? Não comprei, foi-me dado pela editora ;)

  11. João

    foi te dado ora bolas… a mim a unica koisa k me deram foi o disco dos slomo ofrecido pelo stephen o’malley.thanks vou pedir isso um dia destes :D

  12. ::Andre::

    João, provavelmente já compraste alguma coisa à editora do Luís ;)

  13. ::Andre::

    Esquilo Records.

    Pois, essa cena do “artist talking only” ainda me vai obrigar a ir a Coimbra…

  14. João

    ca em lisboa e no eme…vitor joaquim e companhia pa variar vai ser grande ai no porto n sei. assim que me lembre axo que so tenho um disco da esquilo do tetuzi akiyama.

  15. ::Andre::

    já falei com o próprio tim e ele diz: “Vitor has setup something at an art school in Oporto. I’m not sure of the details right now.”

  16. Luis

    E já tentaste escrever ao Vitor Joaquim para ver se dá para ele tocar ao vivo? Mesmo que faça uma artist talk à tarde poderia ser que desse para se organizar concerto à noite. Não sei. Mas suponho que se desse a matéria prima já estaria em cima…

  17. ::Andre::

    Eu sei que há uns temos a MP tentou mas como era caro desistiu.
    Perguntei ao Tim se ele estaria interessado em tocar também no Porto e ele (ainda) não me respondeu…

  18. ::Andre::

    “This trip is the end of a 5 week tour. I’m going to be exhausted and probably can’t do anything else at this point. Thanks though!”