HHY na primeira parte de Cult of Luna no Porto

Na nossa humilde opinião, um dos maiores génios que Portugal viu nascer. Não é a primeira vez que faz parte de um evento Amplificasom (quem não se lembra dos Fujako antes de Mouth of the Architect ou com outros grandes músicos portuenses quando se fez história com Arthur Doyle?) e é um prazer tê-lo de volta. Para situar os mais distraídos:

Jonathan Uliel Saldanha (HHY & The Macumbas, Fujako, Soopa, Mécanosphère)
– Construtor sonoro, interessado nas questões do animismo, o eco, frequências subsónicas, o Dub e as relações do som com os seus espectros.
– Membro fundador do colectivo SOOPA, laboratório sonoro/visual que opera como estrutura curatorial com base no Porto.
– Foi co-curador do programa “SONORES – sound/space/signal” para Guimarães 2012, onde compôs a peça KHŌROS ANIMA para coro de 200 pessoas, percussão, espaço acústico e sub graves.
– Co-produziu discos que incluiram participações de Adolfo Luxúria Canibal, MC Sensational, Steve Mackay, Mike watt e Iggy Pop.
– Toca desde 2000 no ensemble Jugalbandi com Franklin Pereira dedicado à música tradicional do norte da Índia.
– Colaborou com Raz Mesinai (Badawi), Steve Mackay (The Stooges), Adrian Sherwood (On-U-Sound), Mark Stewart (The Mafia), DJ Scotch Egg entre outros, tocando em festivais como o Filmer la Musique e Sónar.

Neste concerto especial vai apresentar em primeira mão uma mistura Dub que junta excertos da banda sonora que compôs para o filme “Tunnel Vision” que sairá em Abril pela editora Tzadik de John Zorn, e que conta com a contribuição de vários músicos portugueses (Gustavo Costa, João Filipe, Álvaro Almeida, Rui Leal, Catarina Miranda), bem como da voz inigualável de Jessika Kenney (Sunn O))), Asva, Eyvind Kang).

Para mais info:
Site
Facebook

Comentários

Comentar