Irrita-me, pá!

Diz o Reininho na Visão da semana passada que “hoje não existe o chamado disco conceptual, as pessoas passaram a consumir temas isolados”. Mas porquê que esta malta da pop se fecha no seu mundozinho como se não houvesse mais nada? E porquê que tou a escrever sobre o vocalista dos GNR neste blog? Porque não me fecho no meu mundozinho… Ó Rui, discos conceptuais é a dieta diária, temas avulsos é para quem não gosta de música mas sim de se entreter. Tenho dito.

Comentários

Comentar
  1. Crestfall

    LOL e tu irritaste com o que o Reininho diz? Deixa-o falar, ele lá deve saber.

  2. Scometa

    Eu gostava era de saber como consegues perceber o que ele diz. Eu ainda tentava ler a crónica dele no JN, mas escrever sob o efeito de branca nele não dá resultado. Basta pesquisar no tubas pela prestação dele no programa “ainda bem que apareceste” para perceberem o que quero dizer. Nós fazemos parte de outra geração de portugueses, nada temos que ver com esta gente

  3. the_Gathering

    Eu até gosto de umas coisas que os GNR faz, mas com essa ele saiu-me bem mal.

    “temas avulsos é para quem não gosta de música mas sim de se entreter” melhor frase da semana.

  4. ::Andre::

    Edu, a crónica do JN é surreal, por muito que tente aquilo parece-me sempre pseudo-intelectual.

    Sérgio, neste caso não pus os GNR ao barulho até porque respeito os gajos. Aliás, nem tenho nada contra o Morrissey português, simplesmente irritei-me com essa saída do gajo. E para dizer a verdade, começa a ser cliché.

  5. André Forte

    esse homem também diz que dorme com um livro do kropotkin na mesa de cabeceira e a seguir fala do quão maus são os downloads para a música.

    ele sofre de dislexia agravada.

  6. RMJ

    Assino por baixo!
    E já que estamos a falar desse senhor, espanta-me como alguns elegeram o seu disco (se é que se pode chamar de disco…), de disco do ano…
    isto a proposito do post dos disquinhos mais acima…!

  7. Tiago Esteves

    Morrissey português. Não sabia que o intitulavam assim. Se o Morrissey soubesse disso, acho que ia ter longas insónias. Não gosto deste homem, acima de tudo porque me parece ser um fala barato e maniento. Não acho que tenha dado assim tanto pela música portuguesa como se gosta tanto de dizer.

  8. Pedro

    A questão do “Morrissey Português” deve ser por causa do “desvio gay”.

    pedro nunes