Killswitch Engage – As Daylight Dies [2006]

“The line is drawn. I pledge my devotion. There is no turning. This heart is yours. I sacrifice for you”.
Como é que uma banda de metal se consegue safar com letras destas? E pior, como é que eu me ponho para aqui a cantarolar isto a toda a hora quando estou a ouvir o cd e mesmo quando não estou? A fronteira entre a lamechisse descarada e a poesia intelectual também é difícil de traçar, mas o que é certo é que estas letras e a música agregada emanam uma enorme paixão. São debitadas com alma. E já não é de agora. Desde 2002, com Alive or Just Breathing, que eles criaram uma relação única entre agressividade e melodia e elevaram-se ao topo do errr, novo metal (modern metal!? ou aquela coisa denominada metalcore!?) made in USA.
As the Daylight Dies está, como seria de esperar, construído sobre a mesma fórmula. Há no entanto uma maior predominância da influência do som de Gotemburgo e registam aqui alguns dos momentos mais pesados que alguma vez gravaram. O início a abrir da Unbroken é um roubo descarado de At the Gates e não destoaria no Slaughter of the Soul, o refrão tem um arranjo de guitarra que lembra In Flames e há alguns interlúdios acústicos noutros temas que também os trazem à memória. Por outro lado, o início, mas mesmo só o início, de This is Absolution lembrou-me Running Wild :-s.
O que é certo, é que independentemente da repetição de fórmulas e dos Riffs roubados, as melodias que estes gajos criam são extremamente apelativas e completamente viciantes. Há pormenores de guitarra que são deliciosos [My Curse 2:45] e alguns berros de arrepiar a espinha. Não há nenhuma banda desta fornada que consiga soar tão bem quanto os KsE. Se continuarem a fazer músicas assim, podem-se repetir à vontade que eu não me importo.

Comentários

Comentar
  1. ::Andre::

    eu já te disse isto uma vez mas para mim os KSE foram “aquele” álbum com “aquele” vocalista mas….vou ouvir brevemente, espero estar enganado.

  2. Anonymous

    Eu também não me importo nada com uma certa lamechice e na My curse a voz aos 3:00 podia bem ser Dream Theater mas pronto não podem ser perfeitos.

  3. naSum

    crest terás tu a tornar-te lamechas ? lol. GRANDE ALBUM sim senhor :P. andre. o 1º album deles para mim foi o melhor. o vocalista era grande.ta no meu top3 de melhores albums de sempre( e tenho duvidas de quais são os outros 2). torci o nariz quando veio o novo vocalista mas ja dei o braço a torcer porque estes senhores seja quem for o vocalista não sabem fazer más musicas :P. mto bom este album e espero que apareçam por ca num futuro próximo xD

  4. Crestfall

    O Jesse foi à vida dele e os KsE continuam e continuam bem. Não gostaste do DVD, não? :-P

    Oh Nas, vamos vê-los a Espanha?

    Estes anonymous que não se identificam… Mas com essa de DT, eu já te tirei a foto :-)