Legalizar ou não legalizar? Eis a questão.

Hoje marchou-se mais uma vez a favor da legalização da canabis. Na minha opinião, sou totalmente a favor. Rejeito veementemente argumentos moralistas sobre o perigo das drogas, quando álcool e tabaco são vendidos legalmente e com prejuízos para a saúde bem piores que o afamado charro. Rejeito da mesma forma o argumento de que um paiva é meio caminho andado para outro tipo de drogas, como se não fossem outras questões de ordem sociológica que levam as pessoas a enveredar por esse caminho obscuro da dependência das drogas duras. Mais, a sociedade de hoje está de tal forma educada que não é por se legalizar este tipo de droga que vamos passar a ter as nossas ruas pejadas de pedrados. Vamos ter o mesmo número de pessoas a fumar, diminuir consideravelmente o tráfico associado à canabis (será esta uma das razões para ainda não se ter legalizado a dita cuja?), e um aumento no consumo de bolos nas pastelarias, porque as munchies deixarão de ser clandestinas. Finalmente, quem fuma sabe que esta droga não causa qualquer dependência física, há sem dúvida uma dependência psicológica mas facilmente ultrapassável.

Estas são algumas das minhas razões a favor, mas gostava de saber quem mais se pronuncia a favor ou contra.

Comentários

Comentar