“Lembro-me do concerto de Godspeed You! Black Emperor no Amplifest’12 como se tivesse sido ontem.”

Era puto, tinha acabado de fazer dezoito anos. Tinha descoberto os canadianos apenas alguns meses antes da sua confirmação no festival da enorme Amplificasom. Assim que se deu a confirmação, a minha vontade era apenas uma: perder a cabeça e correr até ao Hard Club.

Continua no Música Sem Merdas.

Comentários

Comentar