Logh @ Passos Manuel, 10/05/2007

Dois anos depois do último concerto no Porto, os Logh regressaram à Invicta para apresentarem o seu novo “North”. E foi por aí que começaram apresentando quatro canções de uma assentada comprovando que ao vivo estas funcionam muito melhor que em disco. De qualquer maneira, ainda é cedo para dizer se essas mesmas canções vão crescer e tornarem-se indispensáveis nos concertos destes suecos mas a verdade é que os momentos mais marcantes da noite de ontem foram com canções de álbuns anteriores como a “The Contactor and the Assassin”, “An Alliance of Hearts” ou “The Smoke Will Lead You Home”. Aliás, o concerto deveria ter acabado nesta última tal foi a sua intensidade mas “forçados” ou não pelos aplausos contínuos e merecidos, eles haviam de regressar para um segundo encore com “Bones of Generation”. Uma sala sentada não é, na minha opinião, o ideal para uma banda como esta mas o som estava muito bom e os sete músicos em palco conseguiram criar alguns momentos bastante interessantes, principalmente quando as duas baterias se ouviam em simultâneo. Os Logh foram os Logh, nunca excepcionais mas sempre imperdíveis. Até ao próximo álbum…

Já a primeira parte – Christian Kjellvander – começou por aquecer o ambiente e teve dois momentos interessantes: uma canção chamada “Portugal” e uma outra em que um dos instrumentos era um serrote. De resto foi chato e longo, até me deu sono.

Comentários

Comentar
  1. Crestfall

    Isso das duas baterias até gostava de ver… Ouvi dizer que o Porto-rio tb ia ter cadeiras no dia 30 de Maio.

  2. ::Andre::

    Ouviste?? Por acaso eu também, disseram-me que é para ver Pelican sentado.

  3. Dermo

    eu só via as cadeiras a parar ao rio!!! eheheh foi um bom concerto

  4. Pedro

    Isso do sono é das noitadas, coitado do Christian Kjellvander. ahaha

  5. Crestfall

    É que ainda por cima quem faz música com um serrote deve ter algum mérito.

  6. eduardo

    Desta vez não fui. Este novo registo não me motiva minimamente e calculava que o sono atacasse.

  7. ::Andre::

    O sono só atacou na primeira parte, já os Logh deram mais um bom concerto. As novas funcionam bem ao vivo e só tenho pena de terem tocado apenas uma do Sunset Panorama. Não foi uma noite marcante mas valeu…