Lost Underground, até sempre!

Uma das coisas impagáveis no que toca a fazer parte da Amplificasom é a quantidade de amigos que fiz ao longo destes cinco anos. O Oscar e a Iolanda têm um lugar especial, não só pelas pessoas que são mas também porque até hoje pude dizer que tinha uma loja de discos preferida, a Lost Underground. Acreditem em mim: ter uma loja de discos preferida na nossa cidade seja que cidade for é sinónimo de qualidade de vida.

Vi-a nascer ainda a Amplificasom não tinha organizado o primeiro concerto, em 2008 organizamos lá um concerto a solo do Aidan Baker dos Nadja, em 2010 vimo-los a trocar de loja, colaboramos com eles ao longo destes anos tanto na venda de bilhetes como na distribuição da Rock-A-Rolla, passaram pelo blog recentemente, contamos aniversários com eles, chegamos a levar lá músicos orgulhosos da loja como se fosse nossa, compramos discos, arranjávamos pretextos para passarmos por lá só para dar duas de letra, passamos a palavra… porque esta é realmente uma loja especial.

Mas sim, “pude dizer que tinha” pois vão fechar portas e não querendo desviar este tópico para um caminho que não seja o da celebração de algo que contribuiu para uma cidade melhor, todos sabemos que sem o apoio e esforço constante no que se acredita nada sobrevive. Deixemos o desabafo para outra altura, e pessimista é coisa que não sou, mas não faltarão motivos para o fazer pois aquela cidade que outrora viveu o espírito DIY e o underground como uma família está a desaparecer para supermercados de música e debandadas de eventos sem qualquer paixão.

Infelizmente, hoje é um dia triste e preciso tanto da minha família como ela precisa de mim. Não marcarei presença na despedida deste espaço que foi realmente único e que deixará o Porto e todos nós mais pobres, mas deixo a sugestão a toda a outra família, vocês os melómanos portuenses que não vivem sem música, para hoje aparecerem no 446 da Rua do Almada e dessa forma agradecerem pessoalmente a este casal porreiraço. E porque sem música não seria a mesma coisa, os Black Bombaim sobem “ao palco” às 18:30.

Iolanda/ Oscar, muito muito obrigado.

Comentários

Comentar
  1. Rober Solucions Extremas

    OOOh, acredita que fico apenado por esta notica, se puderes falar com eles manda saudos e best wishes de parte de Rober e Txomy de Vigo.

    Iolanda e Oscar sao de essas pessoas que ha poucas, pessoal comprometido, e sobor de tudo como dizimos ca “boa gente”, sempre bem dispostos para falar, sobor de tudo cuando se trata de este intanjible que para nos é tao importante chamado música.

  2. Ricardo Fernandes

    hoje também é um dia triste a nível familiar, pelo que não poderei estar presente.
    parabéns pelo óptimo trabalho que fizeram e obrigado.

  3. Eduardo

    Um muito obrigado mesmo. Quando me mudei para o Porto em Janeiro de 2006 foi a loja onde comecei a comprar cds. Posso dizer que aumentei consideravelmente a minha coleção nesta loja, e que passei tardes muito agradáveis a vasculhar as secções de metal/stoner/doom com que o Oscar e a Iolanda nos presemteavam. O Porto perde um bocado da sua alma hoje

  4. Catarina

    OBRIGADA do fundo do coração Oscar e Iolanda pelos belos momentos que ai passei!!
    fico triste com esta notícia….

    um abraço para voçês que são os maiores :)

  5. Tiago Moreira

    É extremamente consolante, saber que há outras pessoas como eu, que amavam realmente tudo o que a Lost Undergroud era e significava. Ter ao nosso lado a nossa loja favorita é como ter um segunda casa, que muitas vezes é uma ajuda para a primeira…

    Comecei a ouvir música há pouco tempo e desde logo fui cliente assíduo da Lost, é mesmo desolador saber que o meu sitio favorito vai fechar as portas.

    Agora infelizmente posso saber o que é sentir o que muitos compradores de discos sentiram no documentário I Need That Record.

    Obrigado e… até um dia!

  6. Oscar Pinho

    Obrigado André pelo texto comovente. Obrigado a todos pelas palavras de apreço. Obrigado por nos terem feito sentir recompensados pelo nosso trabalho. Se financeiramente quase nunca o fomos, é óptimo saber que há bastantes pessoas para quem significamos algo.
    Mas a vida não acabou, ainda estamos abertos até ao final do ano e depois vamos tentar prolongar a vida da L.U. sem espaço físico. Não nos enganemos – não será a mesma coisa, mas é a solução possível.
    Foi bom conhecer muitos de vocês, foi bom a loja ter existido e ela não teria razão de existir se não houvesse pessoas como vocês! Obrigado. Vemo-nos por aí em concertos ou onde quer que seja que haja boa música.

  7. fernando p

    vamos ter muitas saudades vossas amigos e nunca me vou esquecer que os dixie tocaram la e abriram muitas portas , forever lost Underground

  8. André

    Passei por lá no passado sábado e, sem saber desta notícia, estranhei o ambiente. Minutos antes, tinha dito à minha mulher que ia passar na LU, e perante ao comentário “não sei porque é que gostas tanto dessa loja” respondi, “Mágico! Porque é um sítio mágico!”
    Sinto-me revoltado por todos os cds que “mandei vir da net” só porque eram 1 ou 2 euros + baratos. E agora perde-se uma coisa sem preço.
    André

  9. sarrabulho

    a lost foi sempre o primeiro tasco onde apontei de cada uma das muitas vezes em que fui ao Porto nos últimos anos, mesmo ainda antes de largar as malas. fica uma de entre muitas outras trocas de ideias c o Óscar a propósito dos OvO no amplifest e uns quantos discos que fizeram a viagem de regresso a Lisboa. um muito bem-haja e longa vida aos dois!

  10. F.J.

    Fico triste Oscar pela Lost Underground fechar as portas. Tambem eu ja fechei uma em 2005, a vida musical continua mas estas lojas fazem muita falta pois sao uma verdadeira “escola”! Mesmo assim devo passar ai dia 30! abraços STAY HARD!