METZ: uma semana!!!

R. Jeanette Martin

Falta uma semana para a estreia dos Metz em Portugal! José Marmeleira escreveu um texto para a ZDB (onde tocam no dia seguinte) que situa qualquer distraído que ainda desconheça que a banda está a uns dias de passar por cá. Vale a pena ler:

Quem olhou com atenção para a maioria das listas de 2012, não pode negar. O rock desapareceu do radar da imprensa. Ou reduziu-se, na melhor das hipóteses, a uma modesta nota de rodapé que perde o fôlego só para dizer “presente”. A ocupar-lhe o lugar estão coisas (aparentemente) irreconciliáveis: canções inspiradas no design ou na nouvelle cuisine; e música pop que, numa sanha revisionista, descobre um brilho especial no lixo do passado.

Feito o desabafo, convém celebrar as excepções que fazem mais do que confirmar a regra: resistem-lhe, combatem-na. Os Metz são Alex Edkins, Hayden Menzies e Chris Slorach e assumem semelhante missão com uma altiva indiferença (como deve ser), destilando, com a elegância e a fúria necessárias, um noise-rock poderoso.

Agarrados à etiqueta, os mais desconfiados dirão que é uma banda retro, mas a queixa peca por má-fé e ignorância. O que estes canadianos conseguiram num só disco (o homónimo, lançado o ano passado pela Sub Pop) foi rejuvenescer o classicismo que envolvia o rock alternativo dos anos 1990 (Nirvana, Jesus Lizard, Shellac, Fudge Tunnel, Rapeman, Therapy, Drive Like Jehu) e, ao mesmo tempo, resgatar do esquecimento a experimentação juvenil dos Silverfish e dos Walking Seeds. E esse duplo feito ficará para a história do rock muito à custa da invenção dos três músicos: na bateria, Hayden Menzies concilia força bruta e leveza (John Bonham meets Colm Ó Cíosóig) enquanto Chris Slorach e Alex Edkins sacam das guitarras, melodias e sons que produzem um efeito encantatório. Por momentos, não reconhecemos o que escutamos e essa incerteza é preciosa.

O rock pode ter desaparecido do radar da imprensa, mas esta noite ninguém ousará dizer que morreu.

Para mais info sobre o concerto: http://amplificasom.com/event/metz

Comentários

Comentar