Milhões de Festa e Amplifest juntos até nas notícias

Obrigado pela foto, Ivo!

Os astros alinham-se, os nomes anunciam-se, os festivais começam a definir-se. É o caso desse que se realiza em Barcelos nos idos de Julho, o Milhões de Festa, e dessoutro que tem lugar no Porto em Outubro, quando o Verão já se transformou em Outono, o Amplifest. Este último, dedicado às descargas eléctricas mais extremas e às músicas como reflexo de neurose dos nossos tempos, já tinha anunciado Pharmakon, ou seja, a nova-iorquina Margaret Chardiet, o zen gore dos YOB, o doom dos Pallbearer e os Swans de Michael Gira, magníficos nesta sua existência mais recente, como confirma o último álbum, o recentemente editado To Be Kind. Agora, sabemos que os Swans terão par perfeito: estão também confirmados os Wovenhand de David Eugene Edwards, banda que faz das tradições country e folk americanas território de pesadelo muito divino e redenção muito humana (Refractory Obdurate, o novo álbum, chegou em Abril). Para além dos Wovenhand, foram também anunciados os Wolvserpent, descritos como ponto de encontro entre o doom, o black metal e os bordões dos Godspeed You! Black Emperor.

Continua aqui no Ípsilon ou leiam em papel no Público de hoje.

Comentários

Comentar