Modern Life Is War – Midnight in America [2007]

Tinha grandes expectativas para este 3º álbum dos Modern Life is War. Como é que eles poderiam elevar, ou pelo menos manter, o nível de um disco tão curto [27 minutos], eloquente, intenso e melódico como o anterior, Witness?

Midnight In America não me esmurrou da mesma maneira, provavelmente derivado às expectativas que já tinha sobre o disco, enquanto que Witness se me tinha revelado do nada. Mas o poder catártico mantém-se, a chama está cá toda. Varia é em intensidade porque o disco é mais diversificado. Servindo-se das fórmulas mais básicas do hardcore e do punk rock que se quebram por entre ritmos sincopados e vão mutando para ornamentações mais metálicas e post-hardcore. Essas texturas mais metálicas são particularmente bem exploradas nas duas últimas músicas – Humble streets e Midnight in America. Gosto da energia condensada de Pendulum e da urgência reprimida de Big city dream, mas também gosto da dimensão mid-tempo de These mad dogs of glory e da personalidade empregue na narrativa do conto folk de Stagger Lee, bela surpresa. Com um conteúdo lírico [inspirado em vivências e histórias americanas] e uma prestação vocal convincentes não há como fugir, sou compelido a juntar-me à causa e elevar a voz.
“No, this is not what we wanted. Yes, this is all that we’ve got.”. Digamos que não é bem wanted é mais expected, e o tudo que temos não deixa de ser melhor do que a concorrência.

Comentários

Comentar
  1. ::Andre::

    não conheço bem os modern life is war mas acho que passo…

  2. Crestfall

    Passas mas não devias.

    As novidades sobre os Tool são regularmente acompanhadas aqui pelo Je.

  3. anauel

    Muito bom! Tenho andado a ouvir o “Witness” e o “My Love My Way” e chego ao fim do dia em estado puro de delirium tremens… Muito obrigado pela descoberta!