Nachtmystium – Instinct: Decay

Isto deve ser influência do espírito natalício!
Depois de passar quase todo ano sem ouvir uma nota de Black Metal, chega a esta altura e pumba, deparo-me com mais um bom disco de curvatura escura.
Isto porque, além de ser propício à época que estamos a atravessar, a leitura sobre uma banda com raízes no Black Metal que promove a influência de Pink Floyd e do psicadelismo na sua sonoridade, pretensiosismo à parte, merece uma oportunidade. Entalhados no fluxo do USBM que engloba uma série de bandas sobre as quais li algumas coisas mas das quais pouco ouvi, ao que parece já por aí andam desde o inicio do século e este é já o 4 álbum de originais.
A primeira faixa é uma introdução de sintetizador e guitarra, ou guitarra sintetizada, embebida em efeitos cósmicos, que deixa logo perceber a não linearidade do que se segue. Logo em A Seed for Suffering moldam inversões de pedal a fundo para passagens acústicas que se replicam por todo o disco sempre com uma enorme dose de melodia mas também agregadas a um som áspero resultante da produção pouco polida. O feliz desconhecimento das regras estabelecidas e a influência de vários estilos, permitem-lhes experimentar as tais referências psicadélicas e expandir a sua sonoridade suja para passagens atmosféricas retorcidas. Fazem investidas pelo punk, pelo thrash, pelo industrial, pelo metal mais tradicional e pelo belo do rock & roll. E o melhor é coerência com que esta aglomeração sonora está elaborada.
Ainda vão a tempo de oferecer o disco neste natal.

Comentários

Comentar
  1. ::Andre::

    Nem a tempo para o sacar quanto mais para oferecer…
    Para a semana ouço isso.