“Neurosis funciona como uma expurgação, enquanto as criações a solo são como que uma viagem pelo meu interior.”

William Lacalmontie

Quem com ele se cruzou, seja no portal para o inferno que é um concerto de Neurosis, seja na nostálgica confissão que é a sua actuação a solo, sabe que Scott Kelly não se confine aos perímetros físicos compostos por osso, músculo e pele. Há mais.

Entrevista de 2012, mas perfeitamente actual. Podem lê-la aqui no Ponto Alternativo.
Scott Kelly and the Road Home AMANHÃ no Porto e QUARTA em Lisboa. Toda a info.

Comentários

Comentar