No blog com… Tiago Luís

Depois de um grande concerto no Bacalhoeiro, com o videoclip da Light Hexagons prestes a sair do forno e na antecipação de uma jornada nortenha de cinco concertos (mais info aqui), fomos falar com o Tiago Luís, guitarrista dos Katabatic. A exactamente uma semana do regresso da banda ao Porto, cinco anos depois do último concerto por cá, foram estas as respostas que o Tiago deu às nossas questões do costume:

O que roda no teu leitor de cds/ mp3?
Cult of Luna – “Vertikal”. Não o largo desde os concertos de Lx e Porto.

Último álbum que compraste?
Atoms for Peace – “AMOK”. Radiohead/Thom Yorke <3

Último concerto?
Tiago Sousa no Laboratorio Chimico do Museu de História Natural. Já é um dos melhores concertos de 2013.

Último filme que viste?
“The Master” do Paul Thomas Anderson. Um realizador que já nos habituou a grandes histórias e enormes prestações dos actores envolvidos nos seus projectos.

Livro na tua mesinha de cabeceira?
Sou uma autêntica desgraça na leitura, desorganizado e com muita dificuldade em concentrar-me num só livro. Como tal, larguei o “Na Patagónia” do Bruce Chatwin nas últimas páginas, li a primeira crónica do “Abraço” do José Luís Peixoto, vou na pág. 60 do “Livro do Desassossego” do Bernardo Soares/Fernando Pessoa, enquanto já comecei a folhear o “Virolution” do Frank Ryan.

O que esperas da tour que aí vem dos Katabatic?
Espero que seja o início de mais temporadas como esta. Espero conhecer novas localidades, novas pessoas e dar um abraço às que vou reencontrar. Espero que gostem das músicas novas que andamos a mostrar ao vivo e que contamos editar este ano. Espero que sintam a entrega e a intensidade com que nós queremos dar estes concertos.

 

Comentários

Comentar