O azul piscina dos Oneida

Miguelito, fã de natação e personagem histórica da antiga caixinha do paleio, decidiu partilhar connosco que acaba de adquirir o Secret Wars dos Oneida apenas e só pelo azul piscina da capa do disco. Eu posso aproveitar o tópico para vos sugerir que, caso não conheçam esta banda de culto, comecem por aqui mesmo.

Evitem sim o myspace na descoberta do que quer que seja, especialmente em casos como este onde falo dum som que merece que se invista o nosso tempo ou não fossem eles uma das bandas mais inteligentes, desafiadoras e ambiciosas deste século. É que não dá, não dá mesmo para ter uma ideia de como o som se entranha, de como o som nos afecta e nos muda se não devorarmos um Rated O, por exemplo, embora contextualizando sempre o que está para trás. Entusiasmado pelo próximo evento Amplificasom, rodo o Absolute II compulsivamente.

Como me costumam falhar os adjectivos quando gosto imenso de algo, decidi deixar-vos uns links para lerem o que se diz deles:
Oneida na Pitchfork
O fim da trilogia Thank Your Parents no The Quietus
Oneida no Drowned in Sound

O concerto acontece já no próximo domingo no Passos Manuel e, tal como qualquer disco seguinte, é de esperar o imprevísivel. No fim, quer se adore ou odeie, ninguém ficará indiferente e não é o que mexe connosco que realmente interessa?

Comentários

Comentar
  1. Luis

    Para mim foi a partir do Secret Wars que comecei a perder o interesse nos Oneida. Vi ao vivo a quase totalidade do álbum num concerto em Londres em 2004 – e também não me cativou.

    O marco continua a ser o duplo “Each One Teach One” – e esse é que gostava de ver tocado ao vivo!!!

    Como foi o concerto do Passos Manuel?

  2. Luis

    Eu é que ando baralhado….claro que o concerto é no próximo Domingo e espero estar lá!!!!

  3. André

    Olá Luís,

    Apesar de não teres gostado, a vontade de quereres repetir é o que os torna especiais. Nunca sabemos o que se se vai passar em palco, mas queremos estar sempre lá.
    Espero ver-te no domingo :)

  4. tak

    sábado aqui no Barreiro pa quem não puder ir até lá acima

  5. miguelito

    É bem verdade. Comprei o disco por causa da capa e porque tinha comido um caril e precisava de qualquer coisa que me fizesse passar a sensação de enfartamento. E gostei… depois disso já “comprei” a trilogia.
    Estou um bocado ansioso com o concerto. Sempre gostei mais de ir ver concertos de bandas que conheço mal, para não ficar para lá preocupado com que album é que está a ser interpretado.
    Normalmente saio surpeendido. Espero que desta vez se passe o mesmo… e que se justifique a falta à aula de natação.