O Backline do Ângelo: o Crybaby

Hoje:

O Crybaby gaba-se de ser o pedal para guitarra mais vendido de sempre e sobre este icónico pedal de wah-wah existe até um documentário, intitulado “The Pedal That Rocks The Word”, que podem ver aqui.

Generalidades aborrecidotécnicas:

O primeiro wah-wah foi desenvolvido pela Thomas Organ em 1966, e foi esta empresa que fabricou os primeiros Crybaby bem como os primeiros wah-wahs da Vox. Hoje em dia é a Dunlop que assegura o fabrico das várias versões do pedal.

Algumas características:

– Tipo de efeito: wah-wah;

– Controlos: nos modelos mais clássicos, temos apenas a plataforma basculante que controla o efeito. Outros modelos incluem também potenciómetros para ajustar parâmetros como a intensidade e o range do wah;

– Preço: a partir dos 85€ da versão base.

Onde é que já o ou|vimos:

Para lá dos utilizadores mais famosos – que contam com as próprias versões de assinatura do Crybaby – como Jerry Cantrell, Zakk Wylde, Kirk Hammett e os malogrados Jimi Hendrix e Dimebag Darrel, o Crybaby está presente nas pedalboards de guitarristas como Steve Von Till dos Neurosis, Pepper Keenan dos Down e ex-Corrosion Of Conformity, Tim Sult dos Clutch, Jeff Tuttle dos The Dillinger Escape Plan, Jeff Hanneman e Kerry King dos Slayer e também de baixistas como Troy Sanders dos Mastodon e Jeff Matz dos High On Fire.

Até para a semana:

\m/

Comentários

Comentar
  1. Sérgio

    Há alturas em que passo meses sem usá-lo, mas sempre que o ligo há aquela sensação de transe ao atacar as notas, quase uma conexão “Hendrixiana” :-) Acho que o título do documentário não podia ser mais adequado…
    Gostava de ter um vox daqueles bem antiguinhos!
    \m/

  2. Joao

    hehe esse documentário é do cacete…. Olha outra ideia xD acabei de ver um vídeo no canal do youtube da Dunlop com o MXR Phase 90. Jesus …. outro som clássico como o cacete… enfim. Esses pedais feitos nos anos 60-70… aiai…. E pensar que o Crybaby/Vox começou por ser um regulador de tone para orquestras eléctricas eh