O novo álbum dos MGMT

Parece que a coisa correu mal, ou de uma maneira estranha pelo menos… aparentemente o álbum começou a aparecer na net para download e então, os rapazes decidiram que mais valia porem as faixas todas (e na íntegra) na sua página.

Não dá para fazer download, mas podem ouvir-se lá no tasco deles. Disseram eles o seguinte:

Hey everybody, the album leaked, and we wanted you to be able to hear it from us. We wanted to offer it as a free download but that didn’t make sense to anyone but us

Pois… imagino que a editora, apesar de tudo, não queira disponibilizar downloads gratuitos só porque sim – e até se compreende.

Primeiras impressões assim de repente (que estou no emprego o que não propicia uma audição muito detalhada): nada mau. Menos trippy diria eu, com uns certos ar de surf music, outros mais pop clássica e, acima de tudo muito coeso como álbum.
A psicadélia mais radical ficou um pouco pelo caminho parece.

Não me saltou assim nenhum single material de greatest hit de repente, mas pode só ter escapado… a tal audição mais detalhada logo o dirá.

No geral, engraçado-a-caminho-do-muito-engraçado.

Eu gostei muito do primeiro álbum e embora exista sempre aquele stress das expectativas quanto ao segundo álbum de qualquer banda, acho que até se aguentaram bem.

Comentários

Comentar
  1. Susana Quartin

    Já ouço falar desta banda há algum tempo, mas uma vez vi um vídeo e não achei piada :. O 1º álbum vale mesmo a pena?

  2. Rodolfo

    bem susana, vale e não vale, como tudo não é?

    tens mesmo de ouvir :)

    se encarares com uma abordagem ligeirinha e de boa disposição és capaz de gostar.

  3. ::Andre::

    Estou como a Quartin. Um gajo atento lê o nome deles algumas vezes, mas até hoje só conheço o tema que passa no Fifa.

  4. Neuroticon

    Pois eu apesar de nunca ter posto o disco deles a tocar, divirto-me bastante quando apanho uma, das 3 músicas que conheço, na rádio.
    Kids, Electric Feel e Time To Pretend!

  5. Rodolfo

    neuroticon: good mood, é isso que são os MGMT para mim.

  6. Mafarrico

    a Kids é fixe, a Time to Pretend é musica de coracoes e assobios

  7. Tiago Esteves

    Grandes momentos passei a ouvir o anterior. Qt a este pelo menos não é tão imediato, não tens aquelas faixas que oiço uma vez e fico vidrado.

    Vai ter que rodar mais.

    Para quem não conhece, convém que encarem a banda ao de leve, são pop e utilizam refrão fácil, mas têm grandes malhas :D