O que roda por aí?

Aproveitei as férias para ouvir aqueles discos que me estavam a fazer comichão e a opinião não se alterou:

– o Coyote dos KD é uma seca;
– o novo Red Sparowes está muito longe do que a banda poderia (podia?) fazer;
– Alan Licht não me bate;
– o novo Fenn O’Berg não me entra;
– o último EP dos Oceansize está estranho;
Resumindo, mesmo gostando destas bandas não vou insistir mais nestes álbuns. Estive semana e meia offline o que nos dias de hoje no calendário das internets deve valer uns meses e pergunto-vos: que discos novos rodam por aí?

Comentários

Comentar
  1. Tiago

    The Invisible Mountain de Horseback tem girado e tem batido bastante.
    De resto, voltei a pegar no Black Cascade de WITR, acho que é cada vez mais o meu preferido. Vénias, Randall.
    Também tenho ouvido muito Oxbow.
    De resto, tenho alguns álbuns deste ano em lista de espera.
    Também sofro do mesmo em relação ao dos Kayo Dot e Red Sparowes.

  2. ::Andre::

    Por falar em Randall, o segundo Totem dos seus Master Musicians of Bukkake roda por aqui. E que bom que está.

    Horseback nunca passei do primeiro tema e só ouço toda a gente a dizer coisas boas (daqui a bocado vem aí a Quartin insistir).

  3. Scapegoatt

    Tenho ouvido som simples e doce:
    "Dead Meadow – Three Kings"

    Diria que essa imagem/foto foi tirada no México.

  4. Tiago

    Ah, e esqueci-me do novo de Knut, que também tenho ouvido.

    Tenho de ir ouvir o dos Bukkake.

    Mas devias passar do primeiro, André, as faixas até são bem diferentes, e a última é alta viagem. :)

  5. Tiago

    Já agora, vão aconselhando aí discos para ouvir com este bom tempo que se avizinha. :)

  6. Neuroticon

    Nada de novo!
    Tudo me soa desinteressante por isso volto-me para os antigamentes e descubro outros tempos… tem sido assim há muito!

    Só discordo do Coyote, que acho que tá mais fixe que o anterior. Tá mais curto, mais focado e não se perde em coisas que não levam a lado nenhum! Não há momentos mortos no disco!

    Red Sparowes é que tá muito muito fraco quando comparado com o At The Soundless Dawn e o Every Red Heart…

    Oceansize tá realmente muito estranho :|
    Que venha o sucessor do Frames!

  7. António Matos Silva

    o novo de lantlôs, .neon. tem o neige nas vozes, vai do prog ao shoegaze, com black à mistura. priceless e com uma produção que mete nojo (no bom, muito bom sentido). é favor escutar :)

  8. Susana Quartin

    Coisas novas E boas:

    Hawkwind Triad, que está o amor;

    novo de Knut, que está uma grande jarda;

    novo EP de Grails, que também está muito fofinho (aliás, Grails é uma banda que tem vindo a cativar-me cada vez mais nos últimos meses);

    novo de Harvestman, que está mais contemplativo e menos drone/space rock-ish que o último, but still good.

  9. nuno Koglek

    Samsara Blues Experiment!
    Stonerzão Psych do melhor!

  10. Henrique

    O novo EP dos Have A Nice Life tá bem legal. O Red Sparowes novo está aquém aquém mesmo.

  11. ::Andre::

    "Tudo me soa desinteressante por isso volto-me para os antigamentes e descubro outros tempos… tem sido assim há muito!"
    Também tem sido assim por aqui. É um pouco contraditório da minha parte pois sou daqueles para quem a originalidade não é decisiva para gostar dum disco, bastar ser bom, mas ultimamente não tenho paciência para nada.

    Quartin, como se chama o EP dos Grails?

  12. Susana Quartin

    Black Tar Prophecies, Vol IV :). Espero apanhá-los num futuro próximo ao vivo…

  13. Crestfall

    Acho o Coyote bem mais focado e interessante que o lambent, mas isso tu já sabias :p
    Concordo que o de Red Sparowes é o mais fraquito, no entanto não o acho um mau disco.

    Tem rodado por aqui novos de
    Misery Index – Que grande petardo! Enorme regresso.
    Coliseum – Ainda estou para descobrir se esta ideia de praticar um som menos directo é boa,
    Nachtmystium – Tb ainda estou para descobrir o que aconteceu (e acontece por) aqui
    Knut – Estes gajos não têm piedade
    Trap Them – É um EP focado apenas numa das vertentes e agora já bateu, apesar de inicialmente não ter achado que tivesse a maior das inspirações
    e outras coisas mais…

  14. Crestfall

    Ahh e ainda não ouvi pq acabei de arranjar os novos de Rome e Menace Ruin, nham.

  15. ::Andre::

    Horseback, Menace Ruine…tudo bandas que insistes e a mim não me batem. Ando preguiçoso.

  16. Susana Quartin

    É estranho porque ouvimos muita coisa parecida e sempre pensei que Horseback e MR fossem do tipo de bandas que se incluissem no lote dos 'amores' em comum. Parece que não :)…oh well, também não te consigo impingir agoraphobic nosebleed, pois não? :P