O regresso de Amon Tobin

Um amigo alertou-me que Amon Tobin tinha um novo projecto musical. Não sabia. Depois do projecto de colaboração intitulado Two Fingers (um dos grandes discos de 2009, quanto a mim), sobre o qual escrevi aqui, o mestre da música electrónica regressa com um novo projecto a meias, desta vez com outra referência da música electrónica dubstep – Eskmo. Da fusão do nome de ambos surgiu o conceito Eskamon e o disco “Fine Objects” que acabou de ser lançado ao mundo ontem mesmo (na imagem, Amon Tobin e Eskmo). Desse álbum já se pode ouvir um primeiro tema (em baixo). É electrónica de pendor mais experimental/industrial, à procura da essência dos sons (previamente gravados), numa cadência rítmica fragmentada e imprevisível. Veremos se o resto do disco segue esta toada.
Entretanto, o site oficial de Amon Tobin informa que o artista está a trabalhar num novo álbum (talvez para edição ainda este ano), depois do fabuloso “Foley Room”.
Grandes notícias, portanto.

Comentários

Comentar
  1. Susana Quartin

    Gosto muito do foley room, que arranjei em 2007 :), mas ainda não investiguei a sério o senhor.

  2. Neuroticon

    O Permutation e o Supermodified são duas obras-primas modernas!

  3. Pedro

    Ainda só conheço o Bricolage, estou a dar-lhe umas quantas audições antes de passar para o resto da discografia, mas para já convenceu-me… A electrónica com o toquezinho do país irmão, como por exemplo no drum n' bass n' Carnaval do Rio da "Chomp Samba", é irresistível. ^^

  4. ::Andre::

    Nunca lhe dei a atenção que merece, nem o Foley rodou muito. Que aconselham?

    O Crestfall já o viu em Londres, deixa ver se vem aqui partilhar com o pessoal…

  5. O Homem Que Sabia Demasiado

    O Crestfall já o viu em Londres? Pede-lhe que deixe aqui o feedback do que viu/ouviu!

    Aconselho começares por ouvir os discos que o Neuroticon referiu.