O último Kubrik


As irmãs Wilson regressam a Portugal com a exposição Tempo Suspenso onde se inclui uma reinterpretação daquilo que podia ter sido o último filme de Stanley Kubrik, “Aryan Papers”. Se passarem pela Gulbenkian, contem-me como foi.

Comentários

Comentar
  1. Susana Quartin

    Vi isso ontem na sic notícias, hei-de passar por lá.

  2. Susana Quartin

    Vou lá no dia 7 ver isto, no átrio da biblioteca:

    Joana Gama, piano
    Erik Satie (1866-1925), Sonneries de la Rose-Croix (Air du Grand Prieur)
    John Adams (n. 1947), China Gates
    Erik Satie (1866-1925), Gnossienne nº 1
    Carlos Marecos (n. 1963), Três prelúdios e três canções sobre o mar
    Erik Satie (1866-1925), Gymnopédie n º1
    Arvo Pärt (n.1935), Für Alina
    Erik Satie (1866-1925), Embryons Desséchés
    Heitor Villa-Lobos (1887-1959), Bachianas Brasileiras nº 4
    Erik Satie (1866-1925), Sonatine bureaucratique

    Depois passo pela exposição :).

  3. Susana Quartin

    :D

    Já tenho este dia assianalado na agenda desde outubro, nunca vi ninguém a interpretar satie ao vivo. Pena que não toque a gnossienne nº3, que andei a tocá-la há uns anos.

    Espero que ela não toque como se fosse apanhar o comboio, tho :|.

  4. Susana Quartin

    Quando era minúscula andei numa escola de música, mas foi por pouco tempo, uns 2 anos. Infelizmente agora raramente toco, mas em 2006 apanhei a partitura e andei umas semanas a tocar. Nunca cheguei a acabar, mas penso que já tocava uns 2/3. Não gosto nada da maioria das interpretações no youtube, demasiado rápidas (são gostos, há grandes "entendidos" em Satie que tocam rápido…), parece que não sentem a música…esta é boa: http://www.youtube.com/watch?v=Rb9FjH5Vgdo tocava-a mais ou menos assim.

    (Agora fiquei com vontade de tocar haha)

  5. ::Andre::

    Não vi o video, é o de Leeuw? Gosto da maneira como ele interpreta…

    Quando vens a um ensaio?