Ohhh Vienna…

Após duas intensas semanas em Viena (a propósito do programa Leonardo da Vinci, para intercâmbio de experiências profissionais), aqui segue o relato – cultural – de uma das cidades mais elegantes que visitei…
Viena é sinónimo de cultura e de um espírito (ainda) muito imperial. De facto, esta capital europeia tem imensas ofertas culturais, sendo por vezes árdua a tarefa de seleccionar o que ver/ouvir/sentir.
Desta minha aventura, destaco as idas ao Museum Quartier (onde se concentram os museus de arte e de história natural – foto 2), a visita a Schönnbrunn (palácio intimamente ligado à imperatriz Maria Teresa e ao Imperador Franz-Josef e sua esposa “Sisi”), a Belvedere (com uma exposição de arte que compreende o período medieval até inicio do século XX, e com o magnifico e hipnotizante “O Beijo” de Gustav Klimt), às Hundertwasserhaus (casas com um desenho arquitectónico muito colorido, que faz lembrar Gaudi e que cortam os tons monocromáticos da cidade – foto 3), as idas à ópera (fui ver “la Bohéme”, “Nabucco” e o bailado “Gisele”; o café da opera é um local muito intimista, onde se come uma Apfelstrudel divinal), a Musikvrein (ouvir Bach e Mozart, em violino e piano),o concerto de Tool, os passeios pelos parques (Prater, Stadtpark) e pelas feirinhas de Natal… Também fui por “motivos de grupo”, à Floridita (local destinado à salsa) e a uma disco-night…
Porém, o melhor de tudo foi mesmo a visita do Crestfall (mein liebe) a meio da estadia :)

A mafia em Viena…

Museum Quartier – Ao fundo, a negro, o museu de arte contemporânea (MUMOK), com as extraordinárias exposições de Gertsch (pop art) e de Erwin Wurm (Keep a Cool Head)

Hundertwasserhaus de Friedensreich Hundertwasser

Apfelstrudel & Cappucino no Café da Staatsopera

A campa de Beethoven no cemitério central de Viena (Zentralfriedhof)

Comentários

Comentar
  1. Crestfall

    Tu gostaste foi da disco-night :-D

    Viena é fabulástica. Grandiosa. Foi tudo bom, até a Bizi! Os cocheiros mafiosos é que têm pinta.
    Os parques são lindos. As cores Outonais… ^_^ Klimt oo/

    E tu ainda foste à Musikvrein ver interpretações de Bach!

  2. Melancolia

    Muito gira a disco… Havia lá um empregado que nos queria expulsar só pq não consumíamos nada! É sempre engraçado observar a estranha fauna de uma vulgar disco e estar assim completamente FORA de tudo lol

    KLIMT e SCHIELE rulam

  3. mónica

    Bem, tou a ver que viena é mesmo um local a visitar…(um dia destes) Aquele lanche abriu-me o apetite, bom aspecto ;) E para quando um conbíbio para pôr a conversa em dia? É que isto de escrever meia dúzia de linhas para resumir uma viagem de 2 semanas não tá com nada… Queremos pormenores!!! Beijo. Ainda bem q gostaram *.*

  4. mónica

    É noite aderente fnac… sinónimo de promoções… vcês não podem vir?

  5. Melancolia

    Por estes lados, trabalha-se até às 22h30… Só se combinar um cappucino e dp um ataque à FNAC… Preciso de comprar LIVROS!

  6. Melancolia

    :D Oh pah aqueles cocheiros tinham cá uma pinta de mafiosos… Alguns andavam de mantinha em cima das pernocas… Também vi uma mulher cocheira… Cá pintarola! O anexo é mesmo uma casa dependurada, obra de Erwim Wurm :)

  7. naSum

    quem troca ópera por um concerto de Hatebreed não merece o meu respeito =/

    ^_^

  8. ::Andre::

    Esse Erwim Wurm ainda é vivo? Se me sair o Milhões peço-lhe para desenhar a minha casa…

  9. Melancolia

    A gama de temperatura mais baixa que senti foi “0º/8º”… Eles acham que é “quente para a época”… São mas é eficientes…As janelas são duplas (até mesmo em edificios antigos) e há aquecimento em todo e qualquer local fechado!

  10. Crestfall

    Hatebreed fica para a próxima, tão cedo não devo ir a Viena :-P

    Hummm, talvez 6º? Aguentava-se bem. Não apanhei chuva.

  11. Melancolia

    AMIGOS: QUINTA À NOITE TOU DISPONÌVEL… ABENÇOADA INCOMPETÊNCIA!

  12. Crestfall

    Há que dar mérito à incompetência. Afinal, também tem valor.

  13. Anonymous

    Tb keriaaaaaaaaaaaa……….tou-me a referir a Viena!! :P Fica pa próxima!! Keru saber tudoooo!! Bjinhoss