Oneness of Juju

Oneness of Juju – African Rhythms (2002, Strut*)

Começando pelo título do disco, não faltam aqui ritmos africanos, assim como muito groove funk e devaneios jazz. Também estamos perante um trabalho bastante politizado, mas confesso que o espectro sonoro é de tal forma rico que acabo por me distrair de algumas letras. A viagem é impulsionada pelo saxofonista James Plunky Branch que distanciou-se aqui do grupo de avant-jazz Juju, que antecedeu a incubação de Oneness of Juju, para encontrar uma sonoridade rica, melódica e mais acessível (as vozes femininas também ajudam). Para isto tudo cozinharam-se ritmos num caldeirão multicultural (Afro-cubano) nos EUA. Disco recomendado para apreciadores de Fela Kuti, Antibalas, Geraldo Pino ou Sly & The Family Stone.

*Editado em 1975 mas reeditado em 2002 pela Strut.

Comentários

Comentar