Orthodox – Amanecer en Puerta Oscura [Alone Records, 2007]

Os Orthodox não se assumem como crentes mas também não escondem o efeito que a religião tem na nossa sociedade. Acreditam que todos nós, crentes ou não, seguimos certos valores e é impossível negar dois mil anos de cristianismo. Dizem que apesar do avanço da ciência e da tecnologia, o ser humano precisa sempre de algo para se “agarrar” mas aquilo que mais lhes atrai é o misticismo, a espiritualidade e o conceito do ritual. É sobretudo nesses aspectos que este trio sevilhano se inspira para criar a sua música e, religiões à parte, este “Amanecer en Puerta Oscura” já é um dos álbuns do ano.
Se com o anterior “Grand Poder” os Orthodox eram mais obsessivos e ritualistas, aqui descobre-se logo ao primeiro tema – “Con sangre de quien te ofenda” – que este é um álbum com paisagens diferentes. Afastam-se da etiqueta “Sunn 0))) espanhóis” (se é que alguma vez a mesma esteve presente) e começam a definir a sua própria identidade. Instrumentos como a clarinete, trompete ou contrabaixo (ia também referir berimbau de boca, alguém confirma?) são cúmplices. “Amanecer…” é então um álbum mais diverso e cativante que tanto percorre trilhos escuros e pesados que vão dos ossos dos Sunn 0))) aos Earth, Sleep e Black Sabbath até aos progressivos King Crimson sem esquecer as influências jazzísticas. Sente-se o contraste entre escuro e o claro. Estrearam-no no Roadburn e apresentaram-no também no Hellfest, dois dos melhores festivais europeus, e não fosse o inesperado atraso (era suposto sair em Maio) eles já estariam aí a consquistar o seu merecido espaço. 9 de Outubro é a nova data, na Europa pela Alone Records (uma das melhores editoras espanholas do momento) e nos states pela muy amada Southern Lord. Eis a tracklist:
01 – Con sangre de quien te ofenda
02 – Mesto, rigido e ceremoniale
03 – Solemne triduo
04 – Amancer en puerta oscura
05 – Puerta osario
06 – Templos
07 – Parte II Apogeum
Que discazo!!!


http://www.orthodoxband.com/
http://www.myspace.com/orthodoxband
http://www.the-stone-circle.com/

Comentários

Comentar
  1. Joao

    eu noto tb bue influencias de free jazz na bateria da primeira faixa.. faz lembrar coltrane..rashied ali por ai.e tens outros instrumentos variados axo k sao uns orthodox mais evoluidos e menos stonerdoom do k no outro disco.o k tem vindo a acontecer com a maioria deste genro de bandas.

  2. ::Andre::

    ménes, tá tudo a dormir? dois comentários num disco destes??

  3. the_Gathering

    A mim o que me atrai é o ódio ao espanhol, e já estou ali a ver na tracklist muito ladrar de cão xD

  4. ::Andre::

    em todo lado seja que nacionalidade for há sempre gente a mais. de qualquer maneira esquece esse preconceito e ouve este álbum, está excelente.