Os Heróis e o Método: o regresso mal amado dos heróis dos Oitentas


Para muitos apreciadores de música a década de oitenta é aquela que não é para lembrar, como não se quisesse falar da roupa “bafurenta” e com cheiro a naftalina que se teve de usar na dita época (alguma dessa roupa quem sabe herdada de linhagens de finados). Felizmente dei por mim esta semana a rodar várias vezes duas mixtapes com bandas refundidas dos “oitentas” e que bem me soube. Para que fique registado, aqui estão as respetivas tracklists e links para escuta:

1. NO MORE “Suicide Commando”
2. Chrome “New Age”
3. Les Provisoires “Quiet Room”
4. 13th Chime “Cursed”
5. SIC “Voltage Control”
6. Tristan T “Nordlys”
7. Total Control “Paranoid Video”
8. Cinema 90 “In Ultra Violet”
9. Sods “Roller Ball”
10. Siekiera “Misiowie Puszyści”

Ouvir

Raime, ‘You Can’t Hide Your Headcrack’:
1. AC Marias – Some Thing [Mute, 1988]
2. Konstruktivits – Shadows Of White Sand [Third Mind, 1984]
3. The Danse Society – There Is No Shame In Death [Pax, 1981]
4. Konstruktivits – Shadows Of White Sand [Third Mind, 1984]
5. Cabaret Voltaire – The Voice of America / Damage Is Done [Rough Trade, 1980]
6. Psyche – On The Edge [New Rose, 1985]
7. The German Shepherds – I Adore You [M&S Music, 1985]
8. Arto Lindsay – Locus Coruleus [Editions EG, 1984]
9. Ike Yard – NCR [Factory America, 1982]
10. Metabolist – Tizhoznam [Drömm, 1980]
11. Rema-Rema – Fond Affections [4AD, 1980]

Ouvir

Comentários

Comentar