Os Heróis e os Métodos: Os Sons e os Pregadores Deles

Esta semana para além da ida e volta à prateleira dos discos, estes foram os discos que rodaram mais incessantemente:

null
Dom Salvador e Abolição – Som, Sangue e Raça

Sou completamente convicto do facto que a música brasileira (nas suas várias vertentes) daria uma ótima filosofia de vida. Em muitos casos carrega uma força e uma riqueza musical que não se encontra noutros estilos. Neste caso falo do disco dos Dom Salvador e Abolição, músicas cheias de ritmo com referências a “batucadas” tradicionais (seja o forró ou a bossa). O disco vai variando entre temas instrumentais e outros cantados. Funk tropical com direito a palhinha no copo.

null
P.E. Hewitt Jazz Ensemble – Winter Winds

Jazz leve e cheio de swing. Vozes femininas que poderiam perfeitamente alegrar os copos vazios em qualquer bar fumarento. Temos também alguns temas instrumentais mais “contemplativos”, com um piano que se prolonga noite dentro a contrastar com a chegada do dia e alguns solos mais livres. Um disco fulminante e bonito.

null
Dom Salvador – Dom Salvador Trio

Neste disco não temos as abolição, mas sim a sublimação. Muita bossa nova, muito ritmo e temas jazz bem encaixilhados. Um disco maravilhoso gravado por músicos cheios de inspiração e melodia no corpo.

null
Thomas Mapfumo – Corruption

A música africana muitas vezes tem formas curiosas de expressar sentimentos de luta e sofrimento. Uma dança cheia de ritmo pode ser a forma de despedida de alguém que morreu. Este disco é extremamente vivo, mexido, guitarras que embrulham pequenos solos, batidas que parecem várias tablas a cruzarem “poliritmos”.  Ámen.

Este post é também para/sobre todos aqueles apaixonados por música que dedicam parte do seu tempo a manterem blogs atualizados, a divulgarem música, a partilharem sons etc. Pessoas que provavelmente não irão alterar os seus hábitos de consumo só por haverem movimentos políticos/económicos que acreditam poderem controlar aquilo que fazemos e ouvimos.

Deixo aqui uma lista de blogs/sites que consulto regularmente (deixem outros nomes nos comentários):

Neverforgetmysticism ; Eargasmlodge ; Tokafi ; The Milk Factory; Cyclic Defrost ; Foxy Digitalis ; Weed Temple ; Olewnick ; Soundyet ; Sdf012 ; Dronea ; Improv-sphere ; Mapsadaisical ; The Radiant Now ; The Liminal ; Antigravity Bunny ; Spiritual Archives ; Blog da Cronica ; All Everyone ; Heatrave etc.

Podiam ser muitos mais… obrigado.

…e sim, compro mais discos hoje do que em qualquer outro momento da minha vida…

 

Comentários

Comentar