Pain of Salvation – Scarsick

3 anos volvidos desde a aventura conceptual de contrastes que foi Be, eis que os Pai of Salvation nos apresentam a sua nova provocação na forma de Scarsick. Quem os conhece minimamente sabe que pode sempre esperar o inesperado, nunca é de contar com aparentes sequências lógicas. Parece-me é que muitas das pessoas que gostaram de Be ou até de qualquer outro dos trabalhos anteriores vão ficar mais surpreendidas do que habitualmente com a direcção [ou será desorientação?] que este disco apresenta.
As composições são bem mais directas e poderão por isso ser mais acessíveis, mas no todo perfazem um disco menos harmonioso, pois jogam em campeonatos diversos.
O sarcasmo e as letras subversivas sobre a rapaziada Americana e o capitalismo podem ser outro motivo para animosidade :-).
Há aqui coisas para levar diferentes pessoas a gostar ou odiar o disco pelas mesmas razões.
O Riff de Guitarra na Scarsick parece retirado de uma qualquer ideia de Rammstein. O semi rappar em Spitfall e o refrão mega catita. A Cribcaged é quase uma balada mas é também uma das músicas mais fortes “You’re just People”! O disco sound de Disco Queen intercalado com ambiências Faith No More era Album of the Year e algumas vocalizações maradas deverá ser uma das músicas mais controversas e é uma das minhas favoritas. O solo Floydiano em Kingdom of Loss. Mrs Modern Mother Mary introduz uns compassos “estranhos” e começa com um Riff muito semelhante a Idiocracy. Os berros em Flame to the Moth que parecem do Phil Anselmo dos Pantera na This Love. E para terminar deixaram Enter Rain que é o tema mais épico (10 minutos). A única música que não consegui sintonizar foi a America!
Saúde-se a audácia dos homens por continuarem na deles.
Edição a 22.01.2007 via InsideOutMusic.

Comentários

Comentar
  1. Anonymous

    Nunca gostei muito de Pain of Salvation. Amplificasom em 2007 botem os olhos neste cd Riverside – “Rapid Eye Movement,”

  2. ::Andre::

    Mais uma que não conheço… Mas ao falares de Spitfall lembrou-me um jogo que eu tinha para a Megadrive: Pitfall!! É do teu tempo?

    Riverside é do campeonato do Crest ;)

  3. Crestfall

    O Out of Myself é excelente, o Second Life Syndrome tb é bom mas ficou um furos abaixo. Aguardo pelo R.E.M.

    Yha, tb cheguei a jogar o Pitfall mas no PC ;-)

  4. Pedro

    Já há algum tempo que não ouço Pain of Salvation, mas este disco novo vai rodar por aqui… Pela review fico já de nariz torcido mas vamos lá ver… Vocês são contra os rates?

  5. PoisonGodMachine

    Bós num sabendes o que dizeides…

    Quanto a mim, a principal diferença entre este álbum e os anteriores (The Perfect Element pt.1 e Remedy Lane, por exemplo) é o facto de ter menos carga negativa.
    Este Scarsick é provavelmente mais “solto”. Daí a ser mais “pop” como já li por aí… :S fosse todo o pop assim!!
    De qualquer forma, estes jovens já ganharam a legitimidade para fazer o que bem entenderem. Goste-se ou não, têm provas dadas há já muito tempo.

    E sim, também eu começo a estar sériamente sick of America! =P

  6. naSum

    engraçado nunca ouvi muito os albums anteriores destes sujeitos mas ouvi este ultimo e gostei :) não tá mau não senhor. crest canta o refrão da musiquinha que andavas a cantar lol

    ^_^

  7. Crestfall

    Pop? Quem é que falou em pop? Mais pop é o Be…

    Cantar? Refrão? musiquinha? Num fui eu :-)

    “andre até eu jogava pitfall olha nao havia de ser do teu meu irmão. xD”!?? Ké?

  8. Melancolia

    LOL os discursos do Nasum… São algo anacrónicos! POP… SUPER?

  9. naSum

    andre até eu jogava pitfall olha nao havia de ser do *tempo meu irmão. xD”!?? Ké?

    lol. pa é os exames que queres… não tenho a tua vida. e cala-te meloa que ninguem falou para si -_- :)

  10. Melancolia

    LOOOOOOOOOOOOOOOOOL Eu preciso de uns exames! Manda ai Nasum