Runhild Gammelsæter – Amplicon [Utech 2008]

Querida Runhild,
Não imaginas o prazer que foi quando descobri na última Rolla que ias lançar um álbum a solo. Tinha saudades, já lá vão uns dez anos desde que fizeste parte dos Thorr’s Hammer com os teus amigos que agora estão nos SunnO))), e apesar de muito bom, o disco de Klhyst não chegou para me satisfazer. É bom ver-te com esta regularidade, a música precisa de ti.

O original está a caminho (ainda por cima com artwork do Kasner), mas já ouvi o teu “Amplicon”. É, sem dúvida, uma das maiores surpresas que descobri este ano. Eclético mas assustador, brilhante e esquizofrénico, é um álbum que mistura elementos de folk, black metal e noise puro. A solidão, ideias, pensamentos, sons de ciclos de vida e morte, nascimento e cessação… tudo na tua voz. E que voz!! Impressionante…
Falei com a Melancolia, ela também é bióloga, e acho que não só percebi o que é um amplicon como o consigo relacionar com o disco. Um dia destes tens que vir cá ao Porto e explicas-nos, Amplicon com Amplificasom parece-me bem ;)
Até breve…

Comentários

Comentar
  1. João

    se ganhar o euromilhoes , faço uma opa a amplificasom e trago cá a gaja :D

  2. Crestfall

    LOL, bonita carta aberta! Li a entrevista com ela na Rocka mas ainda não ouvi o disco.

  3. ::Andre::

    O que achaste do disco João?

    Crest, não vais gostar mas saca-me o primeiro tema para teres uma ideia ;)

  4. João

    aahahah antes de ver o teu comment tava-te a escrever isso po tm. brutal ../

    saca o disco do menche pela utech faz doer é bom :)

  5. Crestfall

    Oh André, como é? Gostei disto!! Schizo de facto, e que vozeirão! :)

  6. ::Andre::

    Gostaste?? No way!!! :P

    É fabuloso, adoro a maneira como ela constroi os temas à volta da voz. E o original é uma bela peça de arte :)