Secção de Tauromaquia, a(ssa)ssina a Canavilhas

Não hesito em roubar o tópico ao Victor Afonso (será convidado em Março) sobre esta medida ________ (leiam e insiram o objectivo correcto, eu não encontro) da nova ministra da Cultura. As palavras abaixo são do jornalista Manuel António Pina.

“Só nos faltava esta: uma ministra da Cultura para quem divertir-se com o sofrimento e morte de animais é… cultura. Anote-se o seu nome, porque ele ficará nos anais das costas largas que a “cultura” tinha no século XXI em Portugal: Gabriela Canavilhas. É esse o nome que assina o ominoso despacho publicado ontem no DR criando uma “Secção de Tauromaquia” no Conselho Nacional de Cultura. Ninguém se espante se, a seguir, vier uma “Secção de Lutas de Cães” ou mesmo, quem sabe?, uma de “Mutilação Genital Feminina”, outras respeitáveis tradições culturais que, como a tauromaquia, há que “dignificar”.
O património arquitectónico cai aos bocados? A ministra foi ali ao lado “dignificar” as touradas. O património arqueológico degrada-se? Chove nos museus, não há pessoal, visitantes ainda menos? O teatro, o cinema, a dança, morrem à míngua? Os jovens não lêem? As artes estiolam? A ministra foi aos touros e grita “olés” e pede orelhas e sangue no Campo Pequeno. Diz-se que Canavilhas toca piano. Provavelmente também fala Francês. E houve quem tenha julgado que isso basta para se ser ministro da Cultura…”

Comentários

Comentar
  1. pedro

    Assino por baixo do local onde fala da incompetencia e da falta de ética (porque já chega a ser um problema de ética) de tal ministra, que espero que aqueça lugar por pouco tempo.

  2. Rodolfo

    já se tinha falado disto lá nosso estabelecimento (http://teamkali.com/direitos-dos-animais/min-cultura-e-as-touradas)

    é de referir que esta "senhora" participou no Fórum Mundial da Cultura Taurina, enquanto directora regional da Cultura nos Açores; ainda bem que lhe deram o ministério, sendo tão isenta, realmente não tardou muito a beneficiar os seus amigos.

    igualmente interessante é constatar que o Conselho Nacional de Cultura irá contar, entre outros, com representantes ca Conferência Episcopal Portuguesa… estado laico, já foste.