Arquivo



"Discriminação musical"

Estávamos em 1999 e a poeira levantada pelo massacre de Columbine não tinha ainda assentado quando um psicopata qualquer, que até fazia parte de uma banda de death metal, teve a ideia de assassinar os próprios pais na sua vivenda em Ílhavo.

A discussão sobre a alegada influência da música pesada nestes e noutros assassínios deu origem a algumas reportagens semi-hilariantes nos telejornais da altura, como por exemplo esta e esta.
Eu […]

Happy Fifth Anniversary from eBay

Este fim-de-semana recebi um e-mail do eBay a dar-me os parabéns pelo quinto aniversário como membro e fiquei a pensar nas compras que por lá fiz que me marcaram. Não, não consigo lembrar-me de uma sequer embora tenha descoberto já há muito tempo que não sou um gajo de leilões: não colecciono raridades, sinceramente pouco me interessa pagar mais 50€ por aquele LP com um tema extra editado apenas no Japão; […]

There’s something alive in here… – Luke Skywalker

When you’re feeling angry, or sad, or maybe when something makes you feel afraid; do you ever make up a dance and stomp your feet, or punch an old pillow? Or do you have a loud song that you can sing when you’re angry? Here’s some loud music which just sounds like it’s saying: I’m angry, I’m very, very angry.

(in Noothgrush – Dianoga)

Numa […]

CRAFT – Bifes do VAZIO

Foi, em grande parte, graças ao Grande Dilúvio Noventista de lixo nuclearblastiano sansconteúdo+superproduzido, de efluentes de ETARs domésticas (bathroom blackmetal, duh!) descarregados ilegalmente, de lixiviados de aterros sanitários nacionalsocialistas de países de Leste (lol, really?) e de outras formas de cocó menos consistente, que se borrou e deturpou a excelsa criação Grã-Caprina. Actualmente, as principais vias de contaminação e exposição passam pela deposição em massa de outros refugos […]

Hoje, estou com a cabeça em Paredes de Coura

Eu e a pop sempre tivemos uma má relação. Ela é uma miúda fácil, filha de pais endinheirados, eu sou um tipo humilde (mas prefiro que sejam os outros a apontar-me esta grande qualidade) e de gostos simples. Claro, nesta argumentação encontra-se logo uma falha: ela é fácil, eu gosto de coisas simples, devia haver uma química aqui brutal. Mas não há.

Não que eu tenha o melhor gosto do mundo – na minha humilde opinião, até tenho, porque senão andava a ouvir coisas de que não gostava […]

"I would like to make it clear (…), that there will definitely be NO reunion of all four original members of Black Sabbath, whether to record an album or tour."

Aproveito a notícia quente do dia para reflectir aqui sobre o assunto.
Por esta altura, já todos devem saber (aqui, aqui ou aqui), que os Black Sabbath voltaram à formação original (o que não acontecia desde 1978), prometendo tours e pelo menos um álbum de originais. 

Embora todos desejemos ver Black Sabbath ao vivo, pelo que foram e pela importância seminal para tudo o que ouvimos hoje, não posso deixar de me sentir algo duvidosa em relação a este regresso…

Vasculhando a minha (fraca) memória, não encontro exemplos semelhantes […]

Fire! – Jazz em Agosto

Antes de seguir para mais uma noite do Jazz em Agosto, desta vez no Anfiteatro ao Ar Livre com os Hairy Bones de Peter Brötzmann, deixo aqui algumas fotografias da noite de ontem.
Estou muito, muito, muito longe de saber do que estou a falar – apenas conhecia Mats Gustafsson das colaborações com Sonic Youth e só peguei em Fire! na semana passada (obrigada, André!) -, portanto não me vou alongar, mas se à primeira audição fiquei muito bem impressionada com a mistura de free jazz/rock/psicadélico (?), em concerto […]

Myrskog – extreme metal for the old millenium.

Vagos 2011.
Depois da já esperada sessão de bocejos com o ex-(careca + imperador), da sessão de fixeza do outro careca imperialmente sinistro sinistro (só faltou terem feito uma fuuu-são em palco), e citando o não-imperial Nero (dos WAF, aquela banda supercool que lançou um disco muito giro no ano passado e que todos deveriam comprar 2 cópias), o concerto de Morbid Angel foi um soco d’O Grande Bode nos dentes, e até na barriga.
Não que eles tenham […]

Fungologia musical

A música não é um cogumelo. Não aparece numa casa de banho por causa do excesso de humidade, nem no tronco de uma árvore por uma razão que desconheço e, como fim, não serve para fazer um molho de trás da orelha. Não é um elemento parasitário da nossa sociedade, mas uma bela simbiose da qual eu, admito, não me quero privar. Não surge, por isso mesmo, do ar, sem razão aparente. A música é uma expressão social, tanto quanto pessoal, ou não fosse o ser humano essencialmente comunicativo, um […]

Dedicado a Londres

Segunda parte, não planeada mas merecida, de fotos londrinas através da lente da Carmo Louceiro:

1

nodding ou old-school headbanging?

já se falou por aqui da interacção dos grupos com o público nos concertos, mas os que vi este ano têm-me levantado algumas questões a propósito…
todos nós gostamos de absorver a energia que emana de espectáculos tão brutais que dispensam qualquer interactividade com o público. quando terminam, ficamos com a sensação de que, se esta tivesse existido, teria sido completamente desnecessária e mesmo, em alguns casos, estranha.
outras interacções há que fazem todo o sentido e muito […]

Perdidos no brilho

Barn Owl – Lost in the Glare [Thrill Jockey 2011]

É o duo mais entusiasmante do momento. Continuam a ser um tesouro por descobrir, mas já não são novidade nestas linhas: lembro-vos que se falou deles aqui e aqui e inclusive fizeram-nos uma pequena visita de almoço. A cada edição, que acaba sempre por encher (elogio) os meus ouvidos, fico com a certeza que a sua […]

Little Boxes

Londres pós-apocalíptico

A tal crise de valores que se fala há muito tempo começa a gerar o seu pior resultado em Inglaterra. Mas, ao contrário das pretensões fundamentalistas de grupos religiosos, isto não é o resultado da falta de valores espirituais. Isto é o resultado de uma sociedade que aniquilou a integração dos jovens na politica com medidas controversas e que afetaram brutalmente as classes mais baixas, que virou a cara a muitos problemas sociais que foram entrando em ebulição nos arredores das grandes cidades e, principalmente, uma sociedade que se esquece […]

Amores recentes I

Há pouca coisa melhor do que descobrir música nova que me deixe verdadeiramente entusiasmada. Nem sempre o click com determinada banda/álbum é imediato, mas no caso de Wolvserpent foi amor à primeira audição.

Tinham-me recomendado Wolvserpent ainda em 2010, mas, com tanta música para ouvir, acabou por ficar em standby e só em maio é que ouvi o Blood Seed (dá para ouvir em stream), o quarto […]

Preconceitos e música

Eu sou uma pessoa irritante, mas também fácil de irritar. Uma das coisas que mais me irrita – e que mais me diverte desconstruir – são preconceitos, principalmente para justificar o mau. Sei por experiência que ouvir, à partida, algo com um destes meninos na cabeça resulta, por norma, numa bela figura de urso, mais ou menos do mesmo género daquela que faço sempre que ouço Ariel Pink.

O que faço em baixo é um exercício que já repeti algumas vezes, e carrego mesmo num botão já gasto. Mas há […]

O que fica de fora numa conversa com Toby Driver

Fazer entrevistas é uma das maiores palhaçadas do jornalismo escrito. Desde cedo me ensinaram a mutilar o texto, mudá-lo, virá-lo do avesso e retransformá-lo como me apetecer. O objectivo será sempre atingir aquilo que ele não tem à partida: a sensação de imediato da rádio e da televisão. Para isso, vale tudo – menos dar o dito por não dito, mas isso já depende de cada um.

Na música, e esta […]

Fragmentos daquilo que somos

Não é descoberta nenhuma dizer que a Arte sempre esteve ligada a todos os aspectos da nossa vida, embora o próprio conceito de Arte seja discutível e dependente do modo como a vemos e sentimos, porque parte daquilo que somos e do que conhecemos.

Tomei a opção de enveredar pelas Artes Plásticas, e embora já me tenha arrependido algumas vezes (não tanto pela área em si ou pelas suas possibilidades, mas pelo diminuto papel e valor que (não) lhe reconhecem e pela […]

Kubik – Come and See


Para quem não sabe, Kubik é Victor Afonso que já passou pelas linhas deste blog. Este tema está incluído no seu terceiro álbum – Psicotic Jazz Hall – e é inspirado no filme perturbador com o mesmo nome do realizador russo Elem Klimov. Todo o videoclip é concebido com imagens da película da 2ª Guerra Mundial e a invasão devastadora das forças nazis nas aldeias da Rússia. Edição e montagem também de Kubik.

Olá, mundo!

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum.Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad […]

Sugestão serrana para o fim de semana


Depois dos Banda 9 e dos Catacombe, cá est?o as duas grandes esperanças do proto-pimba valecambrense., Joseph e Lululemon. Um evento gratuito no belo espaço Nova Geração, que começa pela tarde com jogos de tabuleiro e acabará pela noite dentro com dj set do Pedo Bear

Crónica de um envelhecimento anunciado

Tenho vinte e seis anos e temo bem que por estes dias me esteja a tornar num adulto.

As noites mal dormidas no campismo dos festivais começam a tomar os contornos de verdadeiras cargas de porrada e as minhas venues preferidas para concertos são cada vez mais as que dispõem de lugares sentados. Já não marco lugar na primeira fila horas antes dos espectáculos uma vez que a ideia do headbanging agarrado às grades com a bexiga prestes a transbordar não se me afigura tão atractiva como há alguns […]

No blog com… Timb Harris

Violino, trompete, bandolim, guitarra, voz… Timb Harris é um multi-instrumentista americano conhecido pelo seu trabalho nos Estradasphere e Secret Chiefs 3 embora o seu talento não se fique por estes dois projectos: se ouviram o último dos Grails ele está lá, se estiveram nos Bukkake no Passos Manuel ele esteve lá, se põe o California dos Mr. Bungle a rodar, o Monoliths dos Sunn O))) ou até o Zoom […]

Convidados de Agosto

Viajamos com a Carmo, devaneamos com o Nuno e o Zé, aprendemos com o Rodolfo… Obrigado a todos pelo prazer da v/ companhia. Em Agosto, o João Pereira continua às quintas e os reforços são o Ângelo Carvalho às segundas, Vera Viana às terças, André Forte às quartas e Susana Quartin que regressa a casa às sextas. Desfrutem e bom mês a todos, aos que escrevem e às seiscentas pessoas […]

Daqui Ali – Texto Oito [A Lone Rider And His Feelings]

 para veres o resto das fotos e ires acompanhando mais de perto, segue a página do facebook, clicando aqui. para relatos com mais profundidade, segue o blog, clicando aqui
Estou em Hoi An, neste momento no quarto do meu hotel, Hoi Pho I, pelo qual tive de pagar dez dolares. Ninguém com quem dividir a conta.Tem duas camas mas ninguém na outra, como muitas […]

On The Road

Our battered suitcases were piled on the sidewalk again; we had longer ways to go. But no matter, the road is life. – Jack Kerouac

Foi este o ano em que o carro entrou definitivamente para o meu quotidiano. A rotina citadina já começa a saturar mas inversamente, cada vez mais surge a vontade de explorar a estrada. A rede nacional tem potencial para proporcionar viagens verdadeiramente memoráveis, muito graças às paisagens naturais pelas quais as nossas EN se embrenham. O verde luxuriante do Alto Minho, as planícies […]

Apontem na agenda: 26 de Setembro

Desfrutem o Verão, continuem a espreitar o blog mas já podem apontar na agenda que a rentrée Amplificasom será a 26 de Setembro. Para variar, mais uma estreia em Portugal. Mais info e outras novidades em breve.

Para não nos esquecermos

Ver o Escape From LA logo a seguir ao Escape From New York é como enfiar a cabeça dentro de uma máquina de lavar roupa cheia de pedras da calçada (em centrifugação) depois de beber duas garrafas de Whiskey espanhol e com uma ratoeira apertada em cada testículo, calçando apenas um par de galochas e com o torso barrado em Tulicreme Avelã. E tudo isto com a TV com o som no máximo a passar Buck Rogers dobrado em alemão com dificuldades de recepção enquanto uma criatura de luz chamada […]

Mais que mil

Tópico para todas as avós do mundo, especialmente para a minha.

Verão à sombra da música

Decidi divorciar-me dos festivais e concertos deste verão. A razão? Poucas moedas no fundo da carteira, e com as passagens de avião já pagas para assistir ao (certamente) épico UP IN SMOKE vol.3 (The Machine, Samsara Blues Experiment e My Sleeping Karma) na Alemanha. E vocês? Que recordações trazem na bagageira da memória sobre os festivais/concertos a que têm ido este verão? A ressaca do Milhões de Festa promete […]

O Arroz da Grande Besta

Para terminar esta minha jornada na Amplificasom que, como sempre, foi bastante estimulante e divertida p
ara mim (e porque o Neuroticon me disse no outro dia que estava à espera de mais receitas), decidi fazer um dois-em-um surpreendente: uma receita de arroz de um dos grandes ocultistas do século XX, nada mais nada menos que o Mestre Therion, a Grande Besta em pessoa, o digníssimo Aleister Crowley.
Dando créditos a quem os […]

En Form para Logo

Não foi difícil chegar ao Deep in Ocean Sunk the Lamp of Light. Estávamos em 2006 e os projectos dos membros Stephen O’Malley (Sunn O))), KTL..), Daniel O’Sullivan (Guapo) e Vincent de Roguin (Shora) eram dos meus preferidos na altura. Continuam a ser. Entre essa estreia hipnótica e promissora e a confirmação, este ano com En Form for Blå, de uma das bandas mais excitantes da actualidade, tivemos pelo meio […]

O fim de tarde de ontem com os Hayvanlar Alemi

O primeiro concerto secreto da Amplificasom trouxe-nos o exótico trio de Ankara, os turcos Hayvanlar Alemi:

Carmo Louceiro

Herdeiros da única e insubstituível Sublime Frequencies liderada por Alan Bishop (vénia), casa de Omar Souleyman (Irão), Group Doueh (Saara ocidental), Group Inerane (Niger) e dezenas de compilações de música de Marrocos à Tailândia passando pelo Paquistão ou Vietname, este trio de Ankara respira e representa o […]

Kvrtas de KVLTo #1

Toda a gente com mais de um mês de experiência cibernética e com algum gosto pela música d’O Grande Bode sabe que o adjectivo “KVLT” se refere a bandas de semianónimos pré-adolescentes franceses com a mania dos sindicatos e das demos gravadas em cilindros metálicos limitadas a -10 cópias distribuídas pelos sobrinhos mortos em tiroteios entre gangs rivais argelinos, onde o ruído de fundo se confunde com música profundamente satânica. Ou então a discos gravados nos míticos lavabos em que a mediocridade era a palavra […]

The Men

Heavy metal rules! All that punk shit sucks! It doesn’t belong in this world, it belongs on fuckin’ Mars man, what the hell is punk shit?
This punk shit… they can all go to hell… I don’t care, you know, I don’t really give a shit about that kind of punk fuck!

HOJE: primeiro concerto secreto Amplificasom

A manhã de hoje acordou com um sol sorridente, mas o final da tarde será ainda mais bonito. Logo apareçam às 19h30 no Eden House (mapa em cima) para o primeiro evento secreto Amplificasom e para convivermos um pouco com uma churrascada pós-concerto a acompanhar. A ementa para todos os gostos:
Ratatouille acompanhado de cuscuz – 3€
Folhado de tomate e queijo feta acompanhado de salada – 3€
Fêvera no […]

Esmerine – La Lechuza [Constellation 2011]

Deixou-nos demasiado cedo, mas nunca será esquecida. Este regresso dos Esmerine, seis anos depois, é uma justa homenagem a Lhasa e à sua obra. Não é um álbum de singles nem para passeios veraneios, mas sim um disco de luto agarrado a alguma tristeza e aceitação.

O projecto é composto por Bruce Cawdrom dos míticos Godspeed You! Black Emperor e Beckie Foon (A Silver Mt. Zion) aos quais se juntaram […]

Jeremy Irons and The Ratgang Malibus – Bloom (2011)

É o disco que mais tem rodado por aqui nas últimas semanas. Este segundo álbum do quarteto sueco está simplesmente magnífico. Sem nunca esquecer os clássicos riffs talhados nos saudosos 70’s, “Bloom” apresenta, também, um belo manto atmosférico bordado pelo rock progressivo e psicadélico. Às costas de um instrumental verdadeiramente requintado e estimulante, vem uma aveludada voz que nos anestesia por toda a plenitude do disco.

Considerações Herméticas

Antes de mais, queria pedir desculpa a todos 3 vezes :)
Por não ter escrito na semana passada
Por estar a escrever já no Sábado
e pelo tamanho do texto que escrevi agora.
Eu penso muito em coisas da Hermética porque gosto, e porque me dá um referencial sólido para especulação sobre imensas coisas. Normalmente não as escrevo e qual Adepto tramado, conservo estes segredos cósmicos comigo.

[…]

FORGOTTEN WOODS: Marginalmente primitivos.

Uma banda de black metal mesmo fixe, que me tem dado a satisfação de se ter mantido relativamente desconhecida ao longo dos anos, é Forgotten Woods.
Com a recente contratação do bicha das fadinhas é possível que a situação possa vir a mudar, mas os 3 marcos de crueza+beleza que lançaram até ao dia presente são uma […]

Mixtape, srs bsns

Descobri a paixão pela música no início da sua era digital. Alguns costumes antigos porém remanesciam. O circuito de tape-trading continuava activo, se bem que adaptado às novas facilidades trazidas por uma Internet ainda bastante rudimentar. As listas e contactos obtinham-se por mail ou IRC e o objecto de troca era, regra geral, CDs áudio ou com ficheiros mp3. Foi sol de pouca dura e eventualmente o download açambarcou tudo o que constituía pirataria de trazer por casa.

Recentemente, por intermédio dum fórum, tenho estado envolvido numa iniciativa […]

20 de Julho: concerto secreto

???
Eden House
19h30
5€

Já vos surpreendemos com bandas de abertura, mais do que uma vez até, mas de hoje a uma semana vamos organizar o nosso primeiro evento secreto. Literalmente secreto, ou seja, a todos vocês que quiserem arriscar só saberão que banda é assim que a mesma suba ao palco.

Este belo final de tarde/ início da noite terá lugar […]

Serpent Venom

I am a harmonious one; I am a clear singer.
I am steel; I am a druid.
I am an artificer; I am a scientific one.
I am a serpent; I am love; I will indulge in feasting.

– Taliesin

Sungrazer – Mirador (2011)

Foi com grande satisfação que ouvi o novo disco dos recém-chegados à Elektrohasch: Sungrazer. E se o seu disco de estreia fez crescer água na boca, “Mirador” vem salientar, de forma perpétua, a qualidade destes holandeses. A guitarra está mais viajante que nunca, saudando-nos com passagens verdadeiramente alucinantes e mágicas. Este disco é um pêndulo que oscila entre a levitação a alta velocidade pelo […]

Daqui Ali – Texto Sete [Ride Alone]

vem para a página do facebook, clicando aqui e vai lendo o blog clicando aqui. se quiseres, é contigo.

A solidão da estrada chama de novo. Um gigante de alcatrão levanta-se, toca nas nuvens cinzentas e grita-me algo numa língua que não conheço. Eu estou cá em baixo, com a chuva a deixar rastos de arco-íris na minha face. O meu polegar está esticado mas a estrada sobe tanto quanto os meus olhos podem alcançar, e ninguém vai […]

Boris: momentos que marcam e ficam

Vimo-la em Londres num carrinho de bébé, recebemo-la em 2008 ainda de chupeta na boca e há duas semanas, já com sete aninhos, a Nene, filha da Wata e do Atsuo, fez este desenho para a Amplificasom: